Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia prende torcedor do Palmeiras acusado de espancar presidente da Gaviões

O integrante da torcida Mancha Alviverde, Deivison Correia, de 26 anos, foi identificado como um dos autores da emboscada

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira, em São Paulo, de acordo com informações do jornal Folha de São Paulo, o torcedor do Palmeiras Deivison Correia – integrante da maior organizada do Palmeiras, a Mancha Alviverde, – acusado de espancar no começo de março o presidente da Gaviões da Fiel, Rodrigo Fonseca, conhecido como Diguinho, e o secretário da principal torcida do Corinthians, Cristiano Morais.

Os membros da Fiel foram alvos de uma emboscada armada na saída de um supermercado, na Zona Oeste da capital paulista, logo depois de deixarem o Fórum Criminal da Barra Funda, onde participavam de uma reunião com integrantes de outras torcidas. Diguinho e Cristiano foram surpreendidos e atacados com barras de ferro pelos agressores. O presidente teve os dois braços quebrados, entre outros ferimentos, e o secretário perdeu vários dentes.

Segundo a publicação, uma testemunha do momento das agressões relatou às autoridades policiais a placa do carro dos criminosos. A investigação do caso identificou o dono do veículo: a mãe de Deivison Correia. De acordo com a Polícia, ele é o “responsável pela escolta” da Mancha Alviverde. Os outros agressores ainda não foram encontrados.

Antecedentes – O torcedor palmeirense de 26 anos já foi preso durante duas semanas em 2009, por suspeita de agressão ao então atacante do Palmeiras, Vagner Love. De acordo com a Polícia, ele também participou de uma briga entre torcidas rivais, em 2012, que culminou na morte do torcedor palmeirense André Lezo.

Leia também:

Torcedora flagrada xingando Aranha é intimada pela polícia e tem casa apedrejada

Grêmio identifica torcedores racistas e expulsa dois sócios

(Da redação)