Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia italiana prende 17 por manipulação de resultados de futebol

A polícia italiana anunciou nesta segunda-feira a prisão de 17 pessoas envolvidas num caso de manipulação de resultados de futebol para uma rede de apostas ilegais, entre eles o ex-jogador da seleção Cristiano Doni.

De acordo com o promotor Roberto Di Martino, responsável pela operação “Last bet” (última aposta), estas pessoas foram presas por “formação de quadrilha com finalidade de fraude esportiva”.

A sede da organização estava em Cingapura, com ramificações no leste europeu, de acordo com a polícia. O chefe da rede criminosa seria o cingapuriano Eng Tan Seet, mais conhecido pelo apelido de ‘Dan’.

Doni, atacante de 38 anos, que já vestiu sete vezes a camisa da seleção italiana, era capitão do Atalanta na temporada passada, e teria entrado em contato com jogadores adversários para ‘comprar’ partidas do seu clube, que na época estava na segunda divisão.

De acordo com a imprensa italiana, o jogador tentou fugir pela garagem da sua casa quando o polícia chegou para prendê-lo.

O Atalanta, que voltou para a primeira divisão nesta temporada, já foi punido com a perda de seis pontos na tabela.

Outros jogadores foram presos, entre eles Luigi Sartor (ex-Parma, Inter de Milão e Roma).

Três partidas da temporada passada 2010-2011 da série A também estão sendo investigadas,

Brescia-Bari (2-0, no dia 6 de fevereiro), Brescia-Lecce (2-2, no dia 27 de fevereiro) e Napoli-Sampdoria (4-0, no dia 30 de janeiro).

De acordo com Wilson Ray Perumal, compatriota de ‘Dan’, que foi testemunha no caso, “cada partida pode ter gerado lucros de entre 500.000 e 1,5 milhão de euros”.