Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Polícia Federal prende torcedor violento argentino no DF

Pablo Álvarez, líder de torcida organizada, foi capturado dentro do Estádio Mané Garrincha neste sábado. Ele estava proibido de assistir aos jogos

Por Da Redação 5 jul 2014, 18h31

A Polícia Federal prendeu neste sábado Pablo Álvarez, o Bebote, um dos líderes da torcida organizada do Independiente, da Argentina, dentro do Estádio Mané Garrincha, durante a vitória dos argentinos por 1 a 0 sobre a Bélgica, pelas quartas de final da Copa do Mundo. De acordo com a assessoria do Ministério da Justiça, Álvarez terá o prazo de 72 horas para deixar o país ou será preso e deportado. Ele estava disfarçado usando uma camisa do Flamengo e foi capturado numa operação feita em conjunto com a polícia argentina.

Leia também:

Torcedor violento argentino comemora entrada no Itaquerão

Torcida nota zero: sul-americanos dão mau exemplo no Rio

Baderneiros argentinos são denunciados pelo MP

Continua após a publicidade

Torcedor da cidade de Messi é deportado por violência

Pablo Álvarez fazia parte de uma lista enviada pelo governo argentino ao Brasil antes do início da Copa com nomes de 2.100 torcedores com antecedentes violentos que estavam proibidos de assistir aos jogos do Mundial. Durante a competição, a lista foi ampliada com mais 400 nomes. Mesmo com a proibição, Álvarez já havia acompanhado as oitavas de final da Argentina contra a Suíça, no Itaquerão, disfarçado de torcedor suíço e publicou fotos de seu disfarce no Facebook.

Pablo Álvarez, líder dos barra bravas Los Diablos Rojos
Pablo Álvarez, líder dos barra bravas Los Diablos Rojos VEJA

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade