Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Polícia alemã avalia possível curto-circuito no incêndio da casa de Breno

Por Da Redação 12 out 2011, 17h06

A imprensa alemã divulgou nesta quarta-feira que a polícia alemã passou a investigar um possível curto-circuito como a causa do incêndio que destruiu a casa do zagueiro Breno, do Bayern de Munique. A nova teoria diz que o fogo teria começado após uma suposta explosão de canos de água no porão da mansão do jogador.

Informações veiculadas no jornal alemão Bild afirmam que a polícia fez um relatório completo sobre as características de Breno para evitar sua fuga da Alemanha. O atleta, que chegou a ficar 12 dias preso, permanece sendo observado em uma residência alugada pelo clube e chegou a fazer exames para avaliar a recuperação da lesão em seu joelho.

Mesmo com a chance de o incêndio ter sido provocado por um curto-circuito, o zagueiro continua sendo o principal suspeito por ter provocado o fogo que destruiu a sua mansão em Grunwald e que causou um prejuízo de um milhão e meio de dólares. Isso porque o atleta estava sozinho em casa na hora do incidente e foi encontrado com três isqueiros na mão após a chegada da polícia.

Sem conseguir se livrar das seguidas lesões que teve na Alemanha, Breno disputou apenas 28 jogos no Campeonato Alemão até agora. O brasileiro foi contratado em 2008 e não conseguiu emplacar as boas atuações que teve no São Paulo, o que fez seu futebol cair em descrédito na Europa.

(Com Gazetapress)

Continua após a publicidade

Publicidade