Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pivôs de confusão, Casillas e Sergio Ramos prometem muito esforço no clássico

Madri, 24 jan (EFE).- O goleiro Iker Casillas e o zagueiro Sergio Ramos, que protagonizaram uma discussão com o técnico José Mourinho por problemas relacionados à derrota para o Barcelona na semana passada, concederam entrevista ao site do clube nesta terça-feira através da qual tentaram amenizar a crise instalada na equipe.

Os jogadores elogiaram Mourinho e garantiram que todo o grupo se esforçará ao máximo para reverter a desvantagem e alcançar a classificação para as semifinais da Copa do Rei nesta quarta-feira, no estádio Camp Nou, depois da derrota por 2 a 1 no confronto de ida.

‘Vamos dar a vida para nos classificarmos e fazer com que os torcedores se sintam orgulhosos do Real Madrid deles’, afirmou Casillas.

Os dois capitães da equipe aparecem em público em um momento no qual foi iniciada uma caça de bruxas no vestiário. José Mourinho se sente traído pelo vazamento de conversas. O elenco está chateado porque considera que a confusão prejudica a equipe.

Em meio à crise, o presidente do clube madrilenho, Florentino Pérez, se reuniu na segunda-feira com Sergio Ramos para ficar a par da situação.

‘A virada faz parte da história desta instituição e estamos todos mais unidos do que nunca. Vamos a campo com esperanças de nos classificarmos. Apesar do resultado da ida, o Real Madrid sempre pensa na virada, e a equipe está muito unida. As estatísticas estão aí. Atualmente dependemos apenas de nós em todas as competições’, acrescentou o lateral.

‘Temos esperança e convencimento que o Real Madrid é capaz de tudo. Quando se vê situações consideradas impossíveis, sempre se pensa no Real Madrid. Os torcedores devem saber que vamos morrer no campo e tentar a virada’, acrescentou.

Diante das informações que colocaram em dúvida a união do elenco, Casillas fez questão de reiterar o bom ambiente vivido no clube.

‘Fazia muito tempo que não se via o grupo como está atualmente. Há um ambiente agradável e muito bom. Respira-se um ambiente muito bom. Há um grupo jovem e saudável. Não há motivos para se preocupar’, garantiu o camisa 1. EFE