Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Piris prevê jogo duro e pede concentração no São Paulo

Por Da Redação - 25 out 2011, 15h10

Por AE

Assunção – O elenco do São Paulo já desembarcou em Assunção, onde nesta quarta-feira irá encarar o Libertad, às 21h50 (de Brasília), pelo duelo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Durante a chegada do elenco à capital paraguaia, o jogador mais assediado pelos jornalistas locais foi o lateral-direito Piris, que admitiu que não será fácil para o time do Morumbi sustentar a vantagem de 1 a 0 conquistada no confronto de ida.

“Será um jogo muito difícil. Teremos de entrar bastante concentrados, pois a pressão vai ser grande. Vamos buscar o nosso melhor para sair de lá com esta classificação”, afirmou Piris, que nasceu em Itauguá, cidade paraguaia localizada a apenas 30 quilômetros de Assunção.

E o lateral revelou que contará com o apoio de amigos da sua cidade no Estádio Nicolás Leoz, palco do duelo desta quarta. Ele comentou o fato ao falar sobre como iniciou os seus primeiros passos no futebol. “Foi uma infância muito boa. Desde pequeno gostava de jogar futebol. Meu pai (Alcides) também jogava. Eu lembro muito dos meus amigos. A gente sempre brincava depois da escola. Eles me falaram que estarão no estádio na quarta-feira”, revelou, em declaração reproduzida pelo site oficial do São Paulo nesta terça.

Publicidade

Prestes a jogar pela primeira vez pelo São Paulo em solo paraguaio, Piris destaca que hoje vive o momento mais feliz da sua carreira. “A gente sempre sonha em jogar bola. Eu olhava para os jogadores no exterior e sempre sonhei com isso. Sempre quis jogar no Brasil e estou realizando este sonho. Agora é seguir trabalhando”, disse.

Publicidade