Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Piloto alemã se recupera bem de grave acidente na Fórmula 3

Sophia Floersch passou por cirurgia na espinha dorsal, e médicos descartaram possibilidade de paralisia; imagens mostram carro decolando para fora da pista

Por Da Redação Atualizado em 19 nov 2018, 16h40 - Publicado em 19 nov 2018, 15h05

A jovem piloto alemã Sophia Flöersch, de 17 anos, sobreviveu a um grave acidente sofrido no último domingo, durante o Grande Prêmio de Macau da Fórmula 3. Sophia fraturou a espinha dorsal e passou uma por cirurgia na madrugada desta segunda. Ela passa bem e não há indicação de nenhuma sequela grave. Mais quatro pessoas ficaram feridas na batida, quando o carro atingiu uma área reservada à imprensa.

As imagens do acidente foram gravadas por torcedores presentes nas arquibancadas. Em um dos ângulos, é possível ver o carro de Flöersch, de número 25, decolar após toque no carro do japonês Sho Tsuboi. Os dados de telemetria da zona de contenção da curva em que aconteceu o acidente mostram que, naquele momento, Sophia pilotava a 276 km/h.

As causas do acidente estão sob investigação da Federação Internacional de Automobilismo (FIA). De acordo com as imagens, a piloto parece perder o controle do veículo, que destruiu as grades de contenção e só parou após se chocar com uma estrutura de metal montada do lado de fora do traçado.

Segundo comunicado da a FIA, além dos dois pilotos envolvidos no acidente, Flöersch e Tsuboi, dois fotógrafos e um comissário de prova também foram hospitalizados — todos estão conscientes. A piloto, que se manifestou sobre o acidente nas redes sociais, se submeteu a uma cirurgia na manhã desta segunda.

 

“Só quero que todo mundo saiba que estou bem, mas, amanhã pela manhã, me submeterei a uma cirurgia”, escreveu Flöersch em seu perfil no Twitter ainda no domingo.

Em depoimento à AFP, as autoridades médicas de Macau informaram que Sophia foi internada para cirurgia às 10 da manhã, no horário local. A natureza delicada da lesão, que inspira cuidados especiais, exigiu uma operação lenta, que durou quase 11 horas.

O pai da piloto, Alexander Floersch, contou ao site alemão Bild que a filha está sendo monitorada na UTI, onde passará a madrugada de segunda para terça. Também consultados, os médicos responsáveis confirmaram que a jovem não teve seus movimentos afetados, afastando a possibilidade de paralisia.

O outro piloto envolvido no acidente, Sho Tsuboi, por sua vez, se recupera de dores na região lombar. Não foram divulgadas informações sobre o estado dos outros feridos.

  • O presidente da FIA, Jean Todt afirmou que a entidade está mobilizada para ajudar os envolvidos e analisar o ocorrido, monitorando a situação e chegando às conclusões necessárias. “Meus pensamentos estão com Sophie Flöersch e todos os outros feridos. Desejo a vocês uma boa recuperação.”, completou.

    Continua após a publicidade

    A prova foi retomada uma hora depois do acidente. O vencedor, pelo segundo ano consecutivo, foi o britânico Dan Ticktum. O sueco Joel Eriksson terminou na segunda posição. O filho de Michael Schumacher, Mike, terminou na quinta posição.

    A tradicional corrida reúne jovens promissores do automobilismo mundial, e já foi vencida pelos brasileiros Ayrton Senna, Roberto Pupo Moreno, Mauricio Gugelmin e Lucas di Grassi.

    Pilotos da Fórmula 1 também manifestaram solidariedade a Sophia. O bicampeão mundial Fernando Alonso deixou sua torcida para uma boa recuperação da adolescente. Já Felipe Massa, ex-piloto da categoria, destacou a gravidade do acidente.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade