Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PF investiga fraude e realiza busca na casa de ex-jogador Edílson

Ex-atleta é um dos correntistas da Caixa acusado de envolvimento na fraude das lotéricas investigada pela Operação Desventura

A Polícia Federal informou nesta quinta-feira que foram cumpridos 54 mandados judiciais em seis Estados do país na Operação Desventura, que investiga esquema de desvio de 60 milhões de reais em loterias da Caixa Econômica. Segundo os investigadores, o esquema contava com a ajuda de correntistas do banco, escolhidos por movimentarem grandes volumes de dinheiro. Um deles seria Edílson, ex-atacante com passagens por grandes clubes e campeão mundial com a seleção brasileira em 2002. De acordo com o jornal baiano A Tarde, um grupo de policiais federais cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do ex-jogador, em Salvador, nesta quinta.

Ex-atacante Edilson é solto após pagar dívida de pensão

Apesar de a PF não ter informado o nome do jogador, a imprensa baiana dá como certa a participação de Edílson e de um primo no esquema. No ano passado, Edílson foi preso por não pagar pensão alimentícia e foi liberado dois dias depois ao quitar a dívida de 102.000 reais.

A ação da Operação Desventura ocorreu nesta manhã nos Estados da Bahia, Goiás, São Paulo, Sergipe, Paraná e no Distrito Federal. A polícia visa desvendar os criminosos que se utilizavam de gerentes e correntistas do banco para concretizar as fraudes. Os envolvidos responderão por organização criminosa, estelionato qualificado, falsificação de documentos, corrupção ativa e passiva e até tráfico de influências.

Mascherano – Outro jogador com passagem pelo Corinthians que enfrenta problemas na Justiça é o argentino Javier Mascherano. Assim como seu companheiro Lionel Messi, o volante do Barcelona é acusado de sonegar imposto na Espanha. Segundo informações do jornal El País, Mascherano não declarou 1,5 milhão de euros (cerca de 6,3 milhõe de reais) referentes a direitos de imagem recebidos em 2011 e 2012. Mascherano ainda foi acusado de sonegar impostos referentes à abertura de empresas na llha da Madeira e em Miami. Orientado por seus advogados, o jogador já teria devolvido o valor à Justiça, mas será alvo de investigação judicial de qualquer forma.

...

… (/)