Clique e assine com 88% de desconto

Pequim ‘serviu de lição’ para o Brasil, diz Thiago Silva

Por Da Redação - 17 jul 2012, 20h35

Por AE

Saint Albans, Inglaterra – Um dos remanescentes da seleção que ficou com o bronze em Pequim, Thiago Silva acredita que a campanha decepcionante em 2008 serviu de lição para o time brasileiro. Alçado à posição de capitão da equipe, o zagueiro quer agora superar a lembrança negativa com a medalha de ouro em Londres.

“A Olimpíada de Pequim serviu de lição para muita coisa. Mas foi emocionante também, como será essa de Londres. Só espero que o final seja diferente, e a gente consiga ganhar a medalha de ouro”, afirmou o zagueiro, após desembarcar na Inglaterra nesta terça-feira.

Motivado para disputar sua segunda Olimpíada (os outros remanescentes são Marcelo e Alexandre Pato), Thiago Silva revelou ansiedade antes da estreia em Londres. “Me lembrei exatamente da viagem para a Olimpíada de Pequim. Estava ao lado do Thiago Neves, no avião, e a expectativa era muito grande. Agora, vim com o Marcelo, e o sentimento de alegria por participar dos Jogos é o mesmo”.

Publicidade

A expectativa contagiou Lucas, que espera pela Olimpíada desde o Sul-Americano disputado em janeiro de 2011. Na ocasião, o meia-atacante liderou o time Sub-20 na busca pelo título e pela vaga olímpica.

“Passa sempre um filme, tem um frio enorme na barriga. E a gente começa a lembrar do trabalho que tivemos no Sul-Americano, no esforço que tivemos que fazer para chegar aqui. A gente fica até emocionado. Estou muito feliz de estar aqui, de realizar o sonho de disputar uma Olimpíada”, comenta o jogador.

Lucas também está ansioso para ganhar uma chance entre os titulares da equipe de Mano Menezes. “O objetivo maior é estar ajudando a seleção. Estou trabalhando, focado, para aproveitar as oportunidades quando elas surgirem”, afirmou.

Publicidade