Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pelo mundo, críticas e ironias sobre pênalti a favor do Brasil

Jornais de países rivais da seleção condenaram atuação de juiz japonês

“Foi um roubo, um erro incrível e indesculpável. Deveríamos ter felicitado os brasileiros na hora em que o árbitro marcou o pênalti por seu sexto título mundial”, escreveu um jornalista croata.

A atuação do árbitro japonês Yuichi Nishimura na partida de abertura da Copa do Mundo, entre Brasil e Croácia foi muito criticada na imprensa internacional. Os jornais croatas usaram termos como “injustiça” e “vergonha”. Argentinos e italianos foram ainda mais incisivos e trataram o pênalti assinalado em Fred como “roubo”. “O japonês cravou um sabre no coração croata”, escreveu o analista Tomislav Zidak em sua coluna no jornal Jutarnji List. “Foi um roubo, um erro incrível e indesculpável. Deveríamos ter felicitado os brasileiros na hora em que o árbitro marcou o pênalti por seu sexto título mundial.”

Leia também:

Croata lamenta pênalti ‘ridículo’. Mas Felipão achou que foi​

No sufoco e de virada, Brasil vence com brilho de Neymar: 3 a 1

Estatísticas: Oscar se supera e vira dono do lado direito do Brasil

Copa do Mundo começou com festa morna (e xingamentos a Dilma)

Na Itália, país que pode alcançar o Brasil em número de títulos nesta Copa – cinco -, a repercussão também foi bastante negativa. O diário Corrierre dello Sport deu em sua capa o titulo “O Brasil vai, mas que roubo” – além de tratar os protestos realizados em São Paulo antes da partida como “um caos”.

Capa do diário Olé de 13 de junho Capa do diário Olé de 13 de junho

Capa do diário Olé de 13 de junho (/)

O Olé, principal diário esportivo da Argentina, usou de sua tradicional criatividade. “Robinho jogou”, foi a manchete do jornal, um trocadilho envolvendo a ausência do jogador Robinho na lista de Luiz Felipe Scolari e a palavra “robo” (roubo, em espanhol). O jornal ainda tratou a ajuda à seleção anfitriã como “o que todos temiam”.

Os diários espanhóis deram maior destaque à estreia da atual campeã, que acontece nesta sexta-feira, contra a Holanda, em Salvador. No entanto, o jornalista Francesc Aguilar, do diário Mundo Deportivo, dedicou um artigo inteiro à escalação do árbitro Nishimura, a qual tratou como “escolha diabólica da Fifa”. O jornalista relembrou que o japonês expulsou o volante Felipe Melo na eliminação brasileira para a Holanda, em 2010, e que, por isso, entou muito pressionado no Itaquerão.

(Com agência AFP)