Clique e assine a partir de 9,90/mês

Pelé tem melhora e hemodiálise é suspensa até segunda

De acordo com boletim médico divulgado neste domingo pelo Hospital Albert Einstein, o ex-jogador apresenta evolução clínica e está lúcido

Por Da Redação - 30 nov 2014, 11h02

Os médicos que cuidam de Pelé suspenderam temporariamente a hemodiálise para o tratamento de uma infecção renal. De acordo com boletim médico divulgado neste domingo pelo Hospital Albert Einstein, onde o ex-jogador está internado desde a última segunda-feira, Pelé apresenta “boa evolução clínica e permanece sob cuidados na unidade de terapia intensiva (UTI)”. Ainda segundo o documento das 10h30 de hoje, o ex-jogador está “lúcido e estável do ponto de vista hermodinâmico e respiratório”.

Sempre chamada pelo hospital de “tratamento de suporte renal”, a hemodiálise foi suspensa até segunda-feira, quando a sua necessidade será reavaliada. No sábado à tarde, os médicos já haviam revelado que, neste domingo, encerrariam utilização de um aparelho para filtrar o sangue de Pelé. Também no sábado, o hospital havia informado que o astro seguia em “boa evolução” e também que os exames de sangue e urina aos quais ele fora submetido apontaram resultados positivos para a melhora da sua saúde.

Leia também:

Pelé retirou um dos rins quando jogava no Cosmos

Continua após a publicidade

Pelé mudou de quarto para ter privacidade, diz assessor

Com dor estomacal, Pelé cancela evento e é internado em São Paulo

Internação – Na quinta-feira, o rei do futebol foi encaminhado para a UTI do hospital na capital paulista, com o objetivo de iniciar um tratamento de hemodiálise. Antes, Pelé havia sido transferido para uma unidade de cuidados especiais, com quadro de instabilidade clínica. Seus assessores diziam que Pelé precisava de mais privacidade.

A mudança para a UTI se fez necessária para o tratamento intensivo de suporte renal. Segundo os médicos, no fim da noite de quinta-feira, Pelé não respondeu bem aos antibióticos e teve seu quadro de saúde agravado. O remédio utilizado no tratamento combatia uma bactéria, responsável por causar a infecção.

Continua após a publicidade

O próprio Pelé fez questão de tranquilizar os fãs por meio de sua conta oficial no Twitter, que é administrada por uma agência especializada. Em um texto em inglês, ele negou que tenha ficado sob cuidados especiais, algo que havia sido divulgado pelo centro médico mais cedo. “Gostaria de aproveitar a oportunidade para informar a vocês que estou bem. Não estive sob cuidados intensivos hoje, eu apenas fui colocado em um quarto especial pelo hospital por questões de privacidade”, dizia a mensagem. Ele ainda agradeceu aos fãs pelo apoio e disse que planeja passar as festas de final de ano com a família.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade