Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pelé é internado em São Paulo com infecção urinária

Problema foi detectado durante consulta de retorno ao Hospital Albert Einstein, após a cirurgia pela qual o ex-jogador passou para retirar cálculos renais

Uma infecção urinária levou Pelé a ser internado nesta segunda-feira no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. O problema foi detectado durante uma consulta de retorno, após a cirurgia pela qual ele passou no último dia 13, para a retirada de cálculos renais. O Rei do futebol está sendo medicado com antibióticos e não tem previsão de alta.

Pelé foi internado no último dia 11, após sofrer dores estomacais em sua casa em Santos e cancelar o evento de lançamento de um livro no Museu Pelé. Ele sofreu uma cirurgia e foi liberado dois dias depois.

Leia também:

Com dor estomacal, Pelé cancela evento e é internado em São Paulo

Pelé completa 74 anos e recebe homenagens. CBF ignora

No início do mês, Pelé havia sentido fortes dores abdominais e foi internado no Albert Einstein. Os exames a que ele foi submetido mostraram que tinha cálculos renais, ureterais e vesicais, que causaram uma obstrução ao fluxo urinário. No dia 13 de novembro, ele foi submetido à cirurgia e, dois dias depois, saiu do Einstein de bom humor. “Já estou pronto para jogar amanhã. Um abraço!”, disse ao sair do hospital. Como está em recuperação, teve de ser reavaliado pelos médicos.

Atleta profissional de 1956 a 1977, Pelé sempre foi um exemplo de jogador de futebol que passou a carreira sem ter um grave problema físico. Em julho de 1999, passou por uma cirurgia no joelho direito para a retirada de parte do menisco. Ele estava de férias com a família nos Estados Unidos e teve dores ao correr em um parque. Dois dias depois, passou pela intervenção em Nova York.

Em 2011, Pelé foi submetido a uma cirurgia de catarata. Poucos dias depois foi à final da Copa Libertadores, na qual o Santos derrotou o Peñarol e ficou com o título continental. Entusiasmado com a conquista, o eterno camisa 10 da Vila Belmiro pegou o técnico Muricy Ramalho pela mão e correu pelo gramado do Pacaembu logo após o fim do jogo.

No ano seguinte, teve de se submeter a uma operação no quadril. Ele sofria de muitas dores por causa de uma artrose. Após 1 hora e 30 minutos de cirurgia, foi retirada a cabeça do fêmur e implantada uma prótese. Pelé, de 74 anos, ainda faz fisioterapia, pois não recuperou totalmente os movimentos, e usa uma bengala para andar.

(Com Estadão Conteúdo)