Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pelé apoia Zico como presidente da Fifa: ‘Forte candidato’

Na Índia, ex-jogador de 74 anos disse que compatriota é "corajoso" por se candidatar e adota tom político ao falar sobre o concorrente Michel Platini

Ainda cumprindo compromissos na Índia, Pelé demonstrou apoio à campanha de Zico para a presidência da Fifa. Nesta quinta-feira, o Rei do Futebol concedeu entrevista coletiva na cidade de Gurgaon, próxima a Nova Déli, e comentou sobre os escândalos na entidade e a eleição para o sucessor de Joseph Blatter.”Zico seria um bom candidato. Eu o conheço muito bem, é uma ótima pessoa. Ele é um forte candidato.” Pelé ainda ressaltou que não tem interesse nenhum em concorrer ao cargo. “Disse ao Zico que ele é corajoso, porque eu jamais gostaria de ser presidente da Fifa.”

O ex-jogador de 74 anos, no entanto, não quis se indispor com o francês Michel Platini – que antes aparecia como principal candidato, mas foi suspenso por 90 dias pelo Comitê de Ética da Fifa, por suspeita de ter recebido pagamento ilegal da entidade – e foi bastante político ao falar sobre suas preferências para o pleito. “Falei com o Platini, que foi um dos melhores jogadores do mundo, e ele me disse que é realmente muito difícil trabalhar em um nível tão alto. Não sei dizer quem eu quero que ganhe. Espero que seja uma boa pessoa.”

Na Índia, Pelé diz que ‘Messi é é o melhor jogador dos últimos dez anos’

Blatter cita ‘acordo de cavalheiros’ em pagamento a Platini

Suspensões abalam eleição na Fifa e abrem espaço para Zico

Repetindo um discurso utilizado por Joseph Blatter, Pelé não quis relacionar os escândalos de corrupção com o esporte mais popular do mundo. “Não podemos misturar o que acontecem na Fifa com o futebol. O problema são as pessoas que administram o futebol. Zico tem até o dia 26 de outubro para oficializar a candidatura à presidência, que será conhecida em cerimônia no dia 26 de fevereiro. Para configurar no pleito, Zico precisa do apoio de, pelo menos, cinco federações filiadas à Fifa. A CBF já deixou seu voto condicionado ao apoio de outras quatro entidades quaisquer.

(da redação)