Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Pela primeira vez na era Abramovich, Chelsea fica no azul

Título inédito da Liga dos Campeões ajuda equipe a registrar lucro modesto

Por Da Redação 9 nov 2012, 17h51

“Neste ano, triunfamos tanto no campo, conquistando a Liga dos Campeões, como fora dele”, disse o presidente-executivo do clube, Ron Gourlay

Possível adversário do Corinthians no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão, o Chelsea anunciou nesta sexta-feira um lucro de 1,4 milhão de libras, o equivalente a 4,5 milhões de reais, no último ano fiscal, encerrado em 30 de junho deste ano. É a primeira vez que o clube londrino fecha um ano no azul desde que foi adquirido pelo magnata russo Roman Abramovich, em 2003. O clube divulgou em comunicado que seu volume de negócios nesse período chegou à cifra recorde de 255 milhões de libras, ou 831 milhões de reais. Com isso, o Chelsea é o quinto colocado no ranking das maiores receitas de clubes da Europa.

De acordo com dados divulgados pela empresa de consultoria Deloitte em fevereiro deste ano, o Real Madrid foi o clube que mais arrecadou em 2011, ao faturar 479,5 milhões de euros, seguido pelo Barcelona, com 450,7 milhões de euros no período. Os lucros anunciados nesta sexta pelo Chelsea surgem um ano depois da divulgação de um prejuízo de 67 milhões de libras na temporada anterior. O clube londrino atribui a virada aos resultados conquistados pela equipe. Na temporada passada, o Chelsea conquistou sua primeira Liga dos Campeões ao vencer o Bayern de Munique (na galeria acima, as fotos da decisão).

Leia também:

Leia também: Com retranca e sorte, Chelsea bate Bayern nos pênaltis e é campeão

Além disso, o Chelsea lucrou 28,8 milhões de libras, ou 93,7 milhões de reais com vendas de jogadores, e aumentou seus rendimentos em outras atividades comerciais. “Nossa filosofia está baseada no sucesso. Neste ano, triunfamos tanto no campo, conquistando a Liga dos Campeões, como fora dele”, disse o presidente-executivo do clube, Ron Gourlay. Para o dirigente do Chelsea, clube que foi comprado por Abramovich no valor de 200 milhões de euros, o desafio dos grandes times de futebol é muito simples: conciliar a conquista de títulos importantes com a obtenção de resultados financeiros positivos, que mantenham o caixa no azul.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade