Clique e assine a partir de 9,90/mês

Paulinho cita Felipão como um dos responsáveis por boa fase

Autor de três gols na goleada sobre o Uruguai, meio-campista disse ter recuperado a sua confiança no Guanghzou Evergrande, da China

Por Da redação - Atualizado em 24 mar 2017, 09h14 - Publicado em 24 mar 2017, 09h01

O meio-campista Paulinho marcou três gols em uma mesma partida pela primeira vez em sua carreira, logo contra o Uruguai, no estádio Centenário, na goleada por 4 a 1 da seleção brasileira. Com mais uma atuação convincente, o jogador de 28 anos, um dos remanescentes do vexame de 2014, espantou de vez as contestações sobre sua convocação. E após a partida agradeceu não só a Tite, mas ao técnico de seu clube na China, Luiz Felipe Scolari. 

Perguntado sobre como conseguiu resgatar seu alto nível jogando pelo Guangzhou Evergrande, da China, após anos ruins na Inglaterra.”É até meio complicado falar, mas não fiz nada de diferente. Tomei uma decisão de ir para o futebol chinês, que todos achavam que é era uma loucura, e só posso agradecer ao Guangzhou por ter confiado em mim, e ao professor Felipão por ter me tirado do Tottenham. Lá resgatei minha confiança”, disse, na zona mista do Centenário.

O técnico Tite preferiu não chamar para si os méritos por ter apostado em seu ex-companheiro de Corinthians e foi econômico nos elogios a Paulinho. “A atuação e os números dele falam por si só.” O treinador destacou o condicionamento físico dos atletas – a preocupação com Paulinho, Gil e Renato Augusto, os “chineses” da equipe, tem sido maior.  “Eles adquiriram uma consciência grande de serem atletas na acepção da palavra. Ninguém está com porcentual de gordura alto. Eles sabem que o jogo também é físico.”

Publicidade