Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pau Gasol quer vitória em amistoso contra EUA: ‘somos ambiciosos’

Destaque da seleção espanhola masculina de basquete e porta-bandeira de seu país nos Jogos Olímpicos de Londres, Pau Gasol está preparado para enfrentar os Estados Unidos. Nesta terça-feira, os atuais finalistas olímpicos realizam amistoso em Barcelona, na Espanha, e, apesar de não ser um confronto oficial, o ala-pivô sair vitorioso.

‘As duas equipes têm muita vontade. Somos times acostumados a vencer, somos muito competitivos, ambiciosos e gostaríamos de ganhar essa partida, mesmo que seja amistosa. Não gosto de perder, principalmente em casa, mas também não é um jogo oficial. Prefiro perder amanhã e ganhar em Londres’, afirmou o jogador após treinamento no Palau Sant Jord.

Duas vezes campeão da NBA pelo Los Angeles Lakers, Gasol não poupou elogios ao seu companheiro de equipe e camisa dez da equipe norte-americana, Kobe Bryant. Recentemente, o atleta espanhol teve sua capacidade enaltecida pelo armador e, nesta segunda-feira, retribuiu os elogios de Bryant.

‘Temos uma admiração mútua. Sempre agradeço por suas palavras, porque é um dos melhores jogadores do mundo e é meu companheiro de equipe, por isso é raro jogar contra ele’, disse.

Além disso, o ala-pivô comparou a seleção dos Estados Unidos de 2008 e a atual. Segundo Gasol, a equipe norte-americana que derrotou a Espanha na final dos Jogos Olímpicos de Pequim é melhor do que o time atual, que conta com atletas como Kobe Bryant, LeBron James, Kevin Durant e Carmelo Anthony. Apesar de sua preferência, o espanhol destacou os aspectos positivos do rival desta terça-feira.

‘É uma equipe muito potente, com jogadores de grande nível, mas é possível ganhar em uma partida. Queremos muito conseguir outra medalha, e lutaremos para que seja de ouro. No entanto, não seria muito decepcionante conseguir uma medalha que não seja a de ouro’, completou.

Por último, Gasol afirmou que a Espanha deve utilizar seu jogo no garrafão contra os Estados Unidos. Ponto forte do time europeu, a qualidade dos atletas espanhóis no garrafão já foi elogiada pelo técnico norte-americano, Mike Krzyzewski.

‘Sem dúvidas, este é o nosso ponto forte contra qualquer seleção, mas os Estados Unidos não tem a equipe mais alta. São muitos ativos e atléticos, então conseguem contrastar com essa fraqueza. Teremos que tentar castigá-los pelo garrafão’, encerrou Pau Gasol.