Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Patinho feio’ da Série A, Kleina brinca sobre reforços: ‘Pedi Neymar e Messi’

De contrato renovado até o final de 2012 e ‘profissionalmente valorizado’, como ele mesmo faz questão de ressaltar, o técnico Gilson Kleina voltou a Campinas depois do primeiro final de semana de férias e concedeu uma entrevista coletiva na tarde desta terça-feira para explicar o planejamento da Ponte Preta na próxima temporada.

O clima era descontraído, tanto que, minutos antes de começar a responder as perguntas, o treinador colocou o celular perto dos microfones ao som da música Madri, da dupla sertaneja Fernando e Sorocaba. Mesmo na hora de falar sério, já que o clube perdeu 14 jogadores nesta semana e ainda não contratou nenhum, Kleina brincou.

‘Eu pedi o Neymar e o Messi, mas até agora não tive resposta (risos). Nós temos uma lista de reforços, mas não pode passar, senão vira especulação e o valor do atleta dobra. A gente quer galgar um degrau a mais, mas não vamos tirar os pés do chão, não vamos dar um passo maior que a perna’, comentou Gilson Kleina, com a cabeça nas nuvens, mas objetivo.

Junto do gerente administrativo, Jurandir Martins, o técnico da Macaca deixou claro que o time não fará apostas, mas irá em busca de peças que cheguem para preencher as lacunas no time titular, deixadas principalmente por Júlio César, Renatinho e Ricardo Jesus, que não permanecem na equipe.

Descartando o ‘efeito iô-iô’ e garantindo que o foco de 2012 não é só a elite do Brasileirão, Gilson Kleina tem esperanças: ‘A Ponte vai ter um calendário luxuoso em 2012, mas não pode ser hipócrita e dizer que vai ser campeão de tudo. Tem que crescer passo a passo. No Brasileiro da Série A, a Ponte vai ser o único time do interior. Vai ser uma espécie de patinho feio. Eu não quero brigar lá embaixo, mas nosso grande objetivo é a permanência na Série A’.

Quanto aos reforços considerados possíveis, o treinador deixou claro que não passam de especulação: ‘O Luiz (goleiro do São Caetano) acabou de renovar. O Renan (goleiro do Corinthians) é promissor, mas o Bruno e o Reynaldo que estão aqui também são. O Ricardo Bueno (atacante do Palmeiras) está valorizado e William (atacante do Avaí) tem uma proposta de compra do Palmeiras e um salário fora da realidade. Não temos condições de comprar nenhum deles’.