Clique e assine a partir de 9,90/mês

Patinadora olímpica de 20 anos morre ao cair da janela

O caso da australiana de origem russa Ekaterina Alexandrovskaya, campeã mundial de patinação artística em 2017, está sendo investigado pela polícia

Por Da Redação - Atualizado em 18 jul 2020, 16h43 - Publicado em 18 jul 2020, 16h21

A morte da patinadora australiana de origem russa Ekaterina Alexandrovskaya, de apenas 20 anos, causou comoção no meio esportivo neste sábado, 18. O corpo da atleta, campeã mundial de patinação artística em 2017, foi encontrado em uma calçada de um prédio, no centro de Moscou. Segundo o treinador de Alexandrovskaya, Andrei Khekalo, a patinadora caiu da janela, no sexto andar do apartamento onde morava. A polícia está investigando o caso, mas, segundo as primeiras informações da imprensa russa, há suspeitas de que se trata de um caso de suicídio

Alexandrovskaya e o atleta Harley Windsor ficaram muito conhecidos por serem os primeiros australianos a se classificarem para competir nas Olimpíadas de Inverno em mais de uma década – ele ainda foi o primeiro aborígene a participar de uma competição desse porte. A dupla, que foi duas vezes campeã australiana, terminou os Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang-2018, na 18ª colocação. Um ano antes, os dois tinham sido campeões mundiais na categoria juvenil.

A dupla havia sido desfeita no início do ano, quando Alexandrovskaya voltou a morar em seu apartamento em Moscou. Hoje, Windsor usou a sua conta no Instagram para lamentar a morte da parceira. “Tudo o que conquistamos juntos é algo que jamais esquecerei e guardarei para sempre no meu coração”, escreveu o patinador.

De acordo com o treinador da patinadora, a atleta tinha sido diagnosticada com epilepsia em janeiro e, por isso, decidiu se aposentar. Antes, no entanto, ainda segundo Andrei Khekalo, ela havia apresentado um quadro de depressão. As primeiras investigações apontam que a patinadora teria deixado um bilhete no apartamento antes de queda pela janela.

Publicidade