Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Paraná vacila em casa, permite empate do São Caetano e se afasta do sonho

O Paraná Clube perdeu uma grande oportunidade de se renascer na Série B do Campeonato Brasileiro ao permitir o empate em 2 a 2 diante do São Caetano, em plena Vila Capanema, depois de ficar duas vezes na frente no placar. Com o resultado, o Tricolor, que não venceu nenhum paulista na competição, fica com 45 pontos, longe do sonho do acesso.

O time da casa começou pressionando e, logo aos cinco minutos da primeira etapa, abriu o placar, com Hernane, que aproveitou cabeça de Marinho para fuzilar para as redes. Depois do intervalo, Augusto Recife precisou de oito minutos para deixar tudo igual com um golaço. Mas a equipe paranista reagiu rápido e, dois minutos depois, Marinho fez o segundo. Aos 33 minutos, Antônio Flávio, com liberdade, empatou.

Na próxima rodada, o Paraná Clube encara o Grêmio Barueri, sábado, na Arena Barueri. Já o São Caetano volta a campo na terça-feira, quando encara o Guarani, no Estádio Anacleto Campanella, no ABC Paulista.

O Jogo – Debaixo de chuva, o Tricolor partiu para cima, tentando se impor como dono da casa. Aos dois minutos, Lima tentou jogada individual, mas foi travado por Eli Sabiá na hora do arremate. Porém, aos cinco minutos, Marquinho cruzou com perfeição e Marinho ajeitou para o chute certeiro de Hernane, que abriu o placar. O Azulão acordou e, aos 11 minutos, Ricardo Xavier mandou o petardo para defesa de Thiago Rodrigues.

O campo ficava cada vez mais encharcado, deixando a partida mais truncada. Aos 15 minutos, Hernane cruzou rasteiro para o chute de Douglas Packer, pela linha de fundo. O Paraná estava bem postado em campo e levava mais perigo. Aos 21 minutos, Lima encontrou marinho, que chutou forte pra defesa de Luiz. A reposta veio com uma cabeçada de Antônio Flávio que carimbou a trave, aos 23 minutos.

O São Caetano melhorou na partida e equilibrou as ações. Aos 33 minutos, mais um susto para a torcida. Preto Costa arriscou de longe e acertou o travessão. Aos 37 minutos, Marquinho deu o drible da vaca em Antônio Flávio, mas não deu sequência ao lance. Falta perigosa para o Tricolor aos 45 minutos. Marquinho cobrou pela linha de fundo.

No segundo tempo, os times retornaram sem modificações. O jogo seguia truncado, mas o Azulão desta vez era mais efetivo, Aos seis minutos, Souza cobrou falta, completamente sem direção. Mas, aos oito minutos, com um chute no ângulo, Augusto Recife deixou tudo igual no placar. A reação foi rápida e, dois minutos depois, Marinho ganhou da defesa e chutou cruzado para balançar as redes.

O Paraná conseguiu um gol importante, mostrando tranquilidade para responder. Aos 17 minutos, Marquinho partiu em velocidade pela lateral, mas cochilou e perdeu a bola. O jogo ficou aberto. Aos 22 minutos, Antônio Flávio apareceu de surpresa e chutou para fora, com perigo. Lima recebeu um bom lançamento, aos 26 minutos, mas o arremate saiu fraco, pela linha de fundo.

Com o campo pesado, o Paraná Clube tentava administrar o resultado. O Azulão não desistiu e, aos 32 minutos, Antônio Flávio desviou dentro da área e empatou a partida. O técnico Guilherme Macuglia queimou as três substituições de uma vez para tentar reverter a situação. Aos 39 minutos, Hernane chutou de longe e Luiz fez boa defesa. O Tricolor tentou pressionar, mas de forma desordenada.