Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Para Schumacher, Brasil é o ‘lugar certo’ para se despedir

Heptacampeão elogia Interlagos e já planeja 'saborear' a sua última corrida

Por Da Redação 20 nov 2012, 10h18

“Claro que ficaria mais feliz se eu pudesse dizer adeus com uma corrida forte, e faremos de tudo para que isso aconteça”

Além de definir o campeão da temporada 2012 da Fórmula 1, o GP do Brasil, que será realizado no domingo em Interlagos, terá um outro grande atrativo. Será a última prova da carreira de um dos maiores pilotos da história da categoria, o heptacampeão Michael Schumacher, que abandona as pistas pela segunda vez – a primeira foi em 2006, também em São Paulo – aos 43 anos. “Interlagos é o lugar certo para terminar minha carreira porque muito do fascínio da Fórmula 1 está enraizado lá. Eu sempre me diverti com o entusiasmo dos fãs. É simplesmente um grande circuito, que viu muitas provas memoráveis e sempre produziu disputas únicas, já que seu desenho garante bastante ação”, afirmou ele antes de embarcar rumo à cidade. Há seis anos, Schumacher também dizia adeus à Fórmula 1 no GP do Brasil, mas em situação bem diferente.

Leia também:

Leia também: Hamilton vence GP dos EUA. Campeão de 2012 só sai no Brasil

Na ocasião, ele pilotava sua Ferrari e brigava pelo título com Fernando Alonso, então na Renault, que acabou levando a melhor. Sem grandes aspirações no campeonato de 2012, o piloto da Mercedes espera “prestar mais atenção” em sua própria despedida desta vez. “Minha saída da Fórmula 1 provavelmente será menos emocionante para mim desta vez do que em 2006, quando eu ainda estava brigando pelo campeonato e tudo foi muito mais intenso. Desta vez, eu vou poder prestar mais atenção na minha despedida e espero saboreá-la também”, comentou. Maior vencedor da história da categoria, o alemão não quer deixar uma má impressão em sua última prova e, por isso, confia em um bom resultado. “Claro que ficaria mais feliz se eu pudesse dizer adeus com uma corrida forte, e faremos de tudo para que isso aconteça.” A organização da prova prometeu uma “surpresa” para homenagear Schumacher.

Leia também:

Leia também: Rio quer roubar F1 de SP. Antes, precisa limpar campo minado

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade