Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para novo vice de futebol do Inter, título brasileiro ‘é obrigação’

A tarde desta quinta-feira foi de muitas novidades no Beira-Rio. Além da venda de Tinga para o Cruzeiro e do pedido de afastamento de Luiz Anápio Gomes da vice-presidência de futebol do clube, o Inter já anunciou o substituto para o cargo: Luciano Davi, ex-vice de serviços especializados.

Apresentado pelo presidente Giovanni Luigi em entrevista coletiva, Davi reafirmou a necessidade de vender um grande jogador por ano, política que vem sendo adotada desde a posse de Fernando Carvalho, em 2002. Além disso, falou em continuar valorizando as categorias de base e avisou que pretende ficar até dezembro no cargo.

‘Sei das cobranças que vou sofrer. Estamos carentes de um título, são 33 anos sem um título brasileiro. Mas agora temos um semestre para focar exclusivamente neste campeonato. Ganhar o título brasileiro é obrigação’, declarou Davi, que teve sua primeira reunião como vice de futebol do Inter durante a tarde desta quinta.

A respeito das notícias que dão conta do interesse do Internacional em repatriar o zagueiro pentacampeão Lúcio, Davi não esconde o desejo, ao menos como torcedor, de que ele encerre a carreira em Porto Alegre. ‘Sabemos que o clube carece de contratações. Vamos tentar manter o Sandro Silva aqui a todo custo. Estou entrando hoje, preciso me comunicar com o departamento de futebol para saber como estamos. Falando como torcedor, eu sempre quis que o Lúcio encerrasse a carreira no Beira-Rio’, afirmou.