Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para Kleina, lesões foram principal adversário da Ponte contra o XV

Com a classificação já assegurada para as quartas de final do Campeonato Paulista, o técnico Gilson Kleina poupou três jogadores – os meias Renato Cajá e Enrico e o goleiro Lauro – para o confronto desse domingo contra o XV de Piracicaba, preocupado em evitar lesões. No entanto, três jogadores saíram de campo sentindo dores – o meia Caio e os zagueiros Diego Sacoman e Wescley – e a Macaca acabou amargando uma derrota por 2 a 1.

‘Tivemos três derrotas, mas alcançamos nossos objetivos, temos que estar conscientes disso. Fizemos um grande jogo, colocamos a equipe para frente. Mas sabíamos que o XV iria contra-atacar e infelizmente tivemos três lesões no jogo quando estávamos bem na partida’, avaliou o treinador.

Este foi o terceiro tropeço seguido da equipe campineira, que também foi superada pelo Guaratinguetá, no Paulistão, e pelo Atlético-GO, na partida de ida da segunda fase da Copa do Brasil.

O próximo confronto também promete ser complicado, já que a Ponte recebe o vice-líder Corinthians, que ainda sonha em alcançar a primeira colocação. Além disso, a equipe alvinegra tem um retrospecto ruim nas partidas contra os times grandes de São Paulo neste Paulistão: três derrotas, sendo a mais vexatória para o Santos, por 6 a 1.

‘Em 2012 ainda não fizemos um grande jogo contra as principais equipes do Paulista. Temos que trabalhar essa semana de maneira forte, mobilizar e uma hora essa história vai virar’, declarou o treinador.

Devido aos jogadores que saíram de campo contundidos no jogo contra o XV, Kleina deve fazer alterações na equipe que entrará em campo na última partida da primeira fase do Campeonato Paulista.

‘Minha maior preocupação são as lesões e isso faz com que sempre tenhamos que mudar. Mas vamos nos agarrar no trabalho para que consigamos fazer um grande resultado, não só na próxima semana, mas nos próximos compromissos’, finalizou.