Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Para Felipão, Verdão jogou futebol inferior ao clássico com Tricolor

Por Da Redação 1 mar 2012, 02h00

O primeiro tempo da vitória contra o Linense mostrou a qualidade e competência do Palmeiras, que marcou o placar de 3 a 0 sem dificuldades. Até por isso, teve a possibilidade de respirar e administrar nos 45 minutos finais – por isso levou o gol de honra do rival. Por esse relaxamento, o técnico Luiz Felipe Scolari evitou o sentimento de empolgação pelo futebol apresentado no interior paulista

Na comparação dos 90 minutos, o comandante alviverde acredita que o desempenho do clássico contra o São Paulo foi superior. ‘O jogo de domingo foi muito bom, todos se comportaram de uma forma positiva, aquele foi ainda melhor jogado’, analisou.

Até por isso, Felipão apelou à cautela ao ser questionado se o time teria apresentado o ‘futebol ideal’ nesta quarta-feira. Para o treinador, a ordem é ressaltar, na maioria das entrevistas, o acréscimo de qualidade obtido pelo elenco com a chegada dos reforços de 2012, mas sem criar grandes ilusões aos torcedores.

‘Ideal nunca vamos conseguir, nem pretendemos, o ideal seria a coisa mais acertada que qualquer técnico conseguiria, não existe, mas é um time que tem peças de reposição em boa situação. Eles estão correspondendo’, completou.

De qualquer forma, Felipão reconhece que o primeiro tempo do Palmeiras em Lins foi digno de elogios. O treinador ficou satisfeito até por manter a competência da bola parada da equipes mesmo sem a presença do principal batedor de faltas, o volante Marcos Assunção, suspenso pelo terceiro amarelo.

‘O primeiro gol surgiu quando ninguém esperava, aí o Maikon Leite bate muito bem (a falta) e a bola entra. Depois, foi o gol com a qualidade de Barcos, aí desarticula, desanima o adversário, embora o Linense tenha ido atrás no segundo tempo, fez o gol, teve mais uma ou outra chance’, afirmou.

Continua após a publicidade
Publicidade