Clique e assine a partir de 8,90/mês

Para empresário, Neymar só perde para Cristiano no peso

Wagner Ribeiro também disse que português era 'medíocre' quando apareceu

Por Da Redação - 16 set 2013, 10h02

Neymar custou 57 milhões de euros ao Barcelona. Cristiano chegou a Madri numa transação de 94 milhões de euros

Para o empresário de Neymar, o português Cristiano Ronaldo só leva vantagem num quesito se comparado ao seu cliente: é mais pesado. Agente do brasileiro desde que ele era adolescente, Wagner Ribeiro se irritou com uma entrevista do empresário de Cristiano, o também português Jorge Mendes, que disse que Neymar ainda não alcançou o mesmo nível do craque do Real Madrid. No Twitter, Ribeiro escreveu: “Neymar e Cristiano nasceram no mesmo dia 5/2. Com a idade de Neymar, ele era um medíocre jogador. Hoje ele esta acima apenas no peso”. O empresário se esqueceu de que Neymar fica atrás também no quesito remuneração: desde o fim de semana, Cristiano Ronaldo é o jogador mais bem pago do planeta, com salários que totalizam 17 milhões de euros líquidos por temporada. O acordo foi assinado no domingo e vale até 2018.

Leia também:

A virada da seleção – e o que você pode aprender com ela

Para o técnico do Barça, estilo de Neymar atrai a violência ​

Neymar: um ano depois, o ‘pipoqueiro’ é o dono da seleção

Continua após a publicidade

Aos 28 anos, o português conquistou o Campeonato Espanhol, a Copa do Rei e a Supercopa da Espanha, e ainda foi artilheiro da liga nacional com 40 gols. Também já venceu a Liga dos Campeões (com o Manchester United) e foi eleito o melhor jogador do mundo em 2008. Aos 21 anos, idade atual de Neymar, tinha cinco títulos, sendo três pelo Sporting e dois pelo United. Para o empresário de Neymar, o brasileiro já tem muito mais currículo que o português no início de carreira – são oito títulos, incluindo a Libertadores de 2011 pelo Santos e a Copa das Confederações deste ano, pela seleção brasileira. Neymar se transferiu para o Barcelona em maio deste ano, custando 57 milhões de euros ao clube catalão. O Real também tentou contratar o atacante e ofereceu valores maiores, mas o atleta brasileiro optou pelo Barça. Cristiano chegou a Madri depois de uma transação de 94 milhões de euros, em 2009.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade