Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para Emerson Sheik, ‘atleta tem o direito de se manifestar’

Atacante foi evasivo ao explicar críticas à CBF. Ele pode ser punido pelo STJD

Depois de surpreender a todos ao procurar uma câmera de TV para dizer que “a CBF é uma vergonha”, logo após ser expulso no jogo entre Botafogo e Bahia, na noite de quarta-feira, no Maracanã, o atacante Emerson Sheik tentou se explicar nesta quinta. Tentando mostrar tranquilidade mesmo diante do risco de ser punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o jogador do Botafogo disse que “o atleta tem o direito de se manifestar”. Em entrevista coletiva que durou cerca de 30 minutos, no Engenhão, Sheik admitiu que exagerou ao atacar a CBF no campo de jogo, mas disse que os jogadores precisam poder dizer o que pensam. “Talvez dentro da partida ou do estádio não seja o local certo, como eu fiz. Mas temos o direito de reclamar”, afirmou. “Não sou nenhum menino. As pessoas têm de respeitar isso, a opinião do outro.”

Leia também:

Sheik e Valdivia são expulsos e saem reclamando da CBF

Questionado sobre o que seria uma vergonha na administração do futebol brasileiro, o atacante foi evasivo. “A vergonha é coletiva. É do atleta, do torcedor que paga ingresso”, disse, sem explicar ao certo o que o incomoda. Depois, porém, concentrou suas críticas à arbitragem. “Nem nas peladas de Nova Iguaçu ele teria condições de apitar”, disse, em referência ao árbitro do jogo de quarta, Junio Benevenuto. Sheik também pediu que a CBF tome uma atitude para minimizar os erros. “Minha esperança como atleta é que a CBF se posicione para preparar melhor a equipe de arbitragem, porque eles vivem no escritório, outros nem fazem nada, enquanto nós vivemos de futebol.” Na terça, o presidente da CBF, José Maria Marin, admitiu que a arbitragem brasileira está errando demais e prometeu trabalhar para resolver o problema. O procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, confirmou que Emerson deverá ser denunciado por ter criticado a CBF ao ser expulso.

Emerson Sheik, do Botafogo, fala sobre sua expulsão no jogo contra o Bahia e sobre as críticas públicas à CBF Emerson Sheik, do Botafogo, fala sobre sua expulsão no jogo contra o Bahia e sobre as críticas públicas à CBF

Emerson Sheik, do Botafogo, fala sobre sua expulsão no jogo contra o Bahia e sobre as críticas públicas à CBF (/)

(Com Estadão Conteúdo)