Clique e assine a partir de 9,90/mês

Para diretor do CSKA, revelação de D. Carvalho foi uma ‘brincadeira estúpida’

Por Da Redação - 31 jan 2012, 12h29

Roman Babaev, diretor do CSKA, da Rússia, minimizou a revelação de Daniel Carvalho, que disse ter feito uso de anabolizantes na equipe do leste europeu. Tratando a afirmação do meia palmeirense como uma ‘brincadeira estúpida’, Babaev contou que o clube não pensa em entrar na justiça contra o armador.

‘Não vamos brigar com o jogador desde que ele mantenha o pedido de desculpas. Ele fez muito pelo nosso time, tornou-se um grande jogador, ganhou muito dinheiro. Ele entendeu que cometeu um erro, então não queremos entrar na justiça contra o Daniel’, disse Babaev, em entrevista para a Rádio Estadão/ESPN.

Na última segunda-feira, Daniel Carvalho revelou ter recebido doses de anabolizantes na Rússia, por o considerarem ‘muito magrinho’, associando estas injeções com seu atual problema de excesso de peso. O camisa 83 alviverde, porém, recuou pouco depois: ‘Não sei se era anabolizante. Não tenho conhecimento médico para isso. Se era, trata-se de quase dez anos atrás e está superado. Se não era, peço desculpas aos russos pelas palavras mal-colocadas’, disse, em comunicado afixado na Academia de Futebol.

Em defesa do CSKA, Babaev lembrou dos brasileiros que passaram pelo clube, como os atacantes Vagner Love e Jô, além do preparador físico Paulo Paixão, e disse que o time passa, sim, por exames antidoping – informação que vai contra o discurso inicial de Daniel, que disse não haver este teste na Rússia.

Continua após a publicidade

Além disso, o dirigente revelou que o problema de peso do armador é genético. ‘Passamos muito tempo tentando ajudá-lo. Nossos médicos disseram que ele tem um problema genético, alguns podem comer pão e não acontece nada, mas pessoas como o Daniel Carvalho precisam se controlar’, completou.

Pelo Verdão, o tom foi apaziguador. Fisiologista do clube, Paulo Zogaib negou que o meio-campista esteja muito fora de forma, e, caso tivesse tomado doses de anabolizante no CSKA, este problema não iria interferir atualmente. Pelo clube paulista, o camisa 83 fez sua primeira partida como titular no último domingo, no empate por 1 a 1 contra a Catanduvense.

Publicidade