Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Para Diego Renan, conversa no intervalo foi fundamental para empate

Por Da Redação - 9 abr 2012, 19h06

Os jogadores do Cruzeiro voltaram aos trabalhos na tarde desta segunda-feira, e deram início a preparação para o jogo contra a Chapecoense, pela Copa do Brasil. Mas o clássico contra o arquirrival Atlético-MG, continua rendendo na Toca na Raposa, o lateral-esquerdo Diego Renan, revela que a conversa com o técnico Vágner Mancini, no intervalo, foi fundamental para a reação celeste.

‘Ficamos devendo no início do jogo, não conseguimos encaixar o nosso jogo e acabamos tomando os gols. Mas, no intervalo, o professor Mancini nos orientou, falou das nossas falhas, e voltamos melhor para a etapa complementar. Corrigimos os nossos erros e entramos com mais atenção e com muita vontade de reverter a desvantagem’, declarou.

O jogador ainda acredita que o Cruzeiro tem condições de assumir a liderança do Campeonato Mineiro na última rodada. Para isso, a Raposa precisa vencer o Uberaba, na Arena do Jacaré e torcer por tropeço do Atlético-MG, que vai encarar o Tupi, em Juiz de Fora.

‘Queríamos assumir a liderança para ter a vantagem nas finais, mas, infelizmente, a vitória não veio. Contudo, na próxima rodada ainda temos essa oportunidade e vamos em busca desse objetivo’, disse.

Publicidade