Clique e assine a partir de 8,90/mês

“Para chegar a Romário, Messi precisa ser antes Maradona”

Craque da Copa de 1994, o deputado federal provoca o craque argentino

Por Da Redação - 18 out 2011, 18h21

O deputado federal Romário, craque da Copa do Mundo de 1994, mostrou que o lado espirituoso dos tempos de jogador vai ser mantido em sua atuação como comentarista esportivo.

Em Guadalajara, onde está para comentar o torneio pan-americano de futebol, o ex-atleta resolveu falar sobre a atual grande promessa do futebol, o argentino Lionel Messi. “Ele primeiro tem de ser um Maradona e depois chegar a um Romário. Só depois poderá cogitar ser um Pelé”, provocou.

Para Romário, Messi é digno de elogios por ser o melhor do mundo nas últimas temporadas. Só que o meia-atacante do Barcelona ainda precisa provar muito para entrar na história, segundo o artilheiro. ‘O jogador sem um título mundial por sua seleção não está na história do futebol’, considera Romário.

O parlamentar também deu uma sugestão para a rival Argentina: o elenco portenho precisa jogar em função da qualidade de Messi. ‘Quando um técnico colocar isso na cabeça dos outros, os resultados vão melhorar’, disse.

(Com Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade