Clique e assine com até 92% de desconto

Para Blatter, craque da Copa de 2014 foi Neuer, não Messi

Presidente da Fifa criticou a entrega da Bola de Ouro do Mundial ao argentino

Por Da Redação 28 out 2014, 11h29

Foi a quinta vez consecutiva que a Bola de Ouro ficou com um jogador que não foi campeão do mundo

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse nesta terça-feira que o grupo de estudos técnicos da entidade errou ao apontar o argentino Lionel Messi como o melhor jogador da Copa do Mundo de 2014. “Acho que a decisão foi incorreta. Fiquei surpreso quando soube da escolha do comitê”, disse Blatter em entrevista concedida na Rússia. O presidente da Fifa, que está em Moscou para a apresentação do logotipo do Mundial de 2018, não esconde quem seria o ganhador da Bola de Ouro da Copa se a escolha tivesse ficado em suas mãos: o goleiro da seleção campeã, o alemão Manuel Neuer, que o cartola suíço acredita ter sido o atleta mais decisivo de todo o torneio. Neuer, porém, não foi nem finalista. Na escolha da Fifa, a Bola de Prata ficou com o alemão Thomas Müller, segundo colocado na tabela de artilharia da competição. O holandês Arjen Robben levou a Bola de Bronze.

Leia também:

Jornal revela que Lionel Messi disputou o clássico infiltrado

Messi comemora os ‘dez maravilhosos anos’ de Barcelona

Messi acha que Neymar será o melhor do mundo no futuro

Uma polêmica semelhante ocorreu no Mundial da África do Sul, em 2010, quando a Fifa conceceu a Bola de Ouro ao uruguaio Diego Forlán. Para muitos, o vencedor deveria ter sido um representante da campeã Espanha. Aliás, isso ocorreu também nas três edições anteriores – já são cinco Copas seguidas, portanto, que a Bola de Ouro fica com um jogador que não venceu o torneio. Em 2006, Zidane foi vice com a França e acabou sendo expulso na final, mas voltou para casa com o troféu de craque da Copa. No Japão e Coreia do Sul, em 2002, o goleiro alemão Oliver Kahn acabou sendo derrotado pelo Brasil na final – falhando em lance decisivo, inclusive – mas ainda assim levou o prêmio de melhor jogador do Mundial. E em 1998, o brasileiro Ronaldo ficou com o troféu individual mas quem brilhou na decisão e levantou a taça de campeão foi Zidane.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade