Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para apagar imagem, Ricardo Jesus sonha com artilharia da Série A

Rebaixada para a Série A2 do Campeonato Paulista, eliminada nas oitavas de final da Copa do Brasil, e sem nenhum reforço que possa mudar definitivamente os rumos dessa história, a Portuguesa deposita suas esperanças no futebol de Ricardo Jesus, destaque da Série B do ano passado e contratado em janeiro de 2012 para substituir Edno.

Presente nas duas campanhas frustrantes desta temporada, o jogador sonha em ‘apagar a imagem ruim’ deixada pela Lusa e, em nome desse objetivo, torce pela artilharia da Série A do Campeonato Brasileiro, situação que a equipe não vivia há três temporadas. Em 2011, Jesus foi terceiro artilheiro com 19 gols – um a menos que Lincom, do Bragantino, e dois a menos que Kieza, do Náutico.O primeiro passo da Portuguesa na elite será dado neste sábado, às 18h30 (de Brasília), no estádio do Pacaembu. O adversário é o Palmeiras, equipe onde Ricardo Jesus quase foi parar em dezembro do ano passado. ‘Estamos entrando no Campeonato Brasileiro para apagar essa imagem e vamos com tudo’, conta o atacant

‘É muito importante para a gente começar bem, porque estamos vindo de um começo de ano não muito legal para a gente. Temos que aproveitar que as equipes grandes estão preocupadas com outros campeonatos e embalar nesse começo para apagar a imagem que ficou. Nosso objetivo é incomodar os grandes’, declarou o artilheiro Ricardo Jesus, que marcou três vezes no Paulistão e outras quatro na Copa do Brasil.

A respeito do sonho de ser artilheiro do Campeonato Brasileiro da Série A, o atacante nascido em Campinas e vinculado ao CSKA, da Rússia, abre um sorriso de canto a canto do rosto e torce: ‘Artilheiro? Se Deus quiser vou ser. Eu não consegui da Série B, mas vou tentar da Série A’.

Apesar do discurso confiante, Jesus crê que nada pode ser conquistado sem importantes apoios que os jogadores da Lusa têm recebido em uma das piores fases da história do clube: ‘A força vem da união do grupo, da família que nos apóia. O grupo está focado e querendo começar com o pé direito nesse Campeonato Brasileiro. A individualidade sempre faz diferença, mas não vale de nada sem o grupo, isso que é importante’.