Clique e assine a partir de 9,90/mês

Para Adilson Batista, pontos perdidos podem fazer falta

Por Da Redação - 31 jul 2011, 20h05

Por AE

São Paulo – O São Paulo teve tudo para assumir a liderança do Brasileirão. Dono de excelente campanha como visitante, seria líder se não tivesse tropeçado duas vezes no Morumbi nos dois últimos dois jogos. Desde que Adilson Batista assumiu a equipe, o time perdeu pontos para o Atlético-GO (empate em 2 a 2) e Vasco (derrota por 2 a 0) dentro de casa. O treinador sabe que, se o time quiser brigar pelo título brasileiro, não pode dar essas bobeadas.

“São pontos que lá na frente podem fazer falta. Vamos tentar recuperar, já que nosso aproveitamento fora de casa é muito bom. Precisamos melhorar no Morumbi”, analisou o treinador.

Adilson, porém, não teme ter que voltar ao Morumbi na quinta, contra o Bahia, após as duras vaias que o time recebeu da torcida neste domingo. “Eu sempre gosto de jogar no Morumbi, mas a gente vai analisando e achando os motivos. Acho que fomos bem contra o Atlético-GO, mas faltou um pouco de atenção. Hoje (domingo) era para ser favorável. Ainda prefiro jogar aqui, com o calor da torcida e ótima estrutura.”

Para justificar o tropeço, Adilson lembrou que o São Paulo foi prejudicado pela arbitragem. “Tivemos um pênalti claro que poderia ter mudado toda a história do jogo, mas não vou ficar reclamando. Eu prefiro ir trabalhar no centro de treinamento na segunda-feira do que ir para o tribunal”, disse o treinador, em referência por um pênalti sofrido por Dagoberto quando o jogo ainda estava 0 a 0.

Continua após a publicidade
Publicidade