Clique e assine a partir de 9,90/mês

Pan-2015: Thiago Pereira reclama de desclassificação nas redes sociais

Nadador havia vencido os 400m medley em Toronto, o que o deixaria empatado com cubano na disputa de maior medalhista da história do Pan

Por Da Redação - 17 jul 2015, 10h30

O nadador brasileiro Thiago Pereira esteve muito perto de conquistar a medalha de ouro dos 400m medley dos Jogos Pan-Americanos de Toronto e assim empatar com o ex-ginasta cubano Érick López na disputa de maior medalhista da história do torneio, com 22 premiações. Nesta quarta-feira, Thiago terminou a prova em primeiro, mas foi desclassificado pela arbitragem, que viu uma irregularidade em sua virada entre os nados peito e crawl – ele teria tocado a borda da piscina com apenas uma das mãos, não com as duas, como estabelece as normas. O brasileiro não concordou com a punição e usou as redes sociais para reclamar.

Leia também:

Pan-2015: brasileiro naturalizado é novamente pego no antidoping

Vai à Olimpíada do Rio assistir ao tiro com arco? Compre um binóculo…

Continua após a publicidade

No pódio do Pan, saudação militar

Nesta sexta, Thiago postou uma imagem que, supostamente, mostra que ele tocou o fim da piscina com as duas mãos simultaneamente. “Essa imagem mostra as duas mãos na borda uma em cima outra em baixo , com a ponta do dedo, mas infelizmente não foi aceita. Um pouco triste por toda história que eu alcançaria nessa prova sendo tricampeão. Mas agora não tem nada que se possa fazer. Vamos pra próxima…” escreveu o atleta de 29 anos, medalhista de prata na Olimpíada de Londres, em 2012.

A comissão técnica brasileira entrou com uma apelação, negada pela arbitragem. Com isso, a medalha de ouro ficou com outro brasileiro, Brandonn Almeida, de 18 anos, uma revelação da natação nacional.

Thiago Pereira tornou-se o brasileiro com o maior número de medalhas em Jogos Pan-Americanos, na última quarta-feira, quando levou o ouro no revezamento 4x200m livre e o bronze nos 200m peito, chegando aos 21 pódios e superando Gustavo Borges, que soma 19. Com o ouro retirado nos 400m medley, Thiago ainda não alcançou o ex-ginasta cubano Érick López, recordista geral, com 22 medalhas em Pans.

Continua após a publicidade

Thiago, porém, ainda terá mais duas chances de obter o feito em Toronto: disputará as provas dos 200m medley e o 4x100m do mesmo estilo, no sábado.

(com Gazeta Press)

Publicidade