Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Palmeirense que narra jogos para o filho cego vence prêmio da Fifa

Silvia Grecco, mãe de Nickollas, emocionou o público no Teatro Alla Scalla, em Milão, com um discurso de apoio a deficientes visuais

Por Da Redação - Atualizado em 23 set 2019, 20h43 - Publicado em 23 set 2019, 18h47

A brasileira Silvia Grecco brilhou no prêmio Fifa The Best, em Milão, na Itália, ao receber o prêmio de melhor torcedor do mundo. Ela se tornou famosa após grande repercussão do apoio que fornece a seu filho Nickollas, um menino de 12 anos que possui deficiência visual e é um grande fã do Palmeiras. Grecco narra todos os jogos para seu filho quando assistem à partida em estádios; a dupla conquistou o coração dos palmeirenses com a presença assídua no Allianz Parque e no Pacaembu.

Em seu discurso, durante o evento de premiação em Milão, Silvia dedicou o título ao uruguaio Justo Sánchez, que também concorria ao Fifa Fan Award e, apesar de torcer pelo time rival, Cerro, passou a acompanhar todos os jogos do Rampla Juniors para homenagear a memória de seu filho, que morreu na volta de uma viagem após acompanhar uma partida do time.

“Eu gostaria de compartilhar este prêmio com o senhor Justo Sánchez, que também tem uma linda história de amor com o filho dele. Nickollas, aqui na frente estão muitas pessoas, muitos jogadores, muitos ídolos, estamos aqui representando nosso time, Palmeiras, e todos os torcedores do Brasil e do mundo, todos aqueles que torcem pela pessoa com deficiência”, disse Silvia em seu discurso.

“Agradeço muito à Fifa por essa indicação e por hoje eu poder falar para o mundo do futebol que a pessoa com deficiência existe, precisa ser amada, respeitada e incluída. Obrigado Deus por me permitir ser ponte e hoje representar não só meu filho mas todos no mundo que tem uma deficiência e precisam de uma oportunidade”, completou Silvia.

Publicidade

 

Publicidade