Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Palmeiras vence o Ceará e quebra o jejum no segundo turno

Com um gol contra de ex-zagueiro palmeirense, equipe paulista volta a vencer

O Palmeiras abafou a crise com uma vitória na noite desta quinta-feira, no Canindé. Depois de amargar a sequência de cinco jogos sem triunfos no Campeonato Brasileiro, o Verdão derrotou o Ceará por 1 a 0 e se reabilitou na competição.

Esta foi a primeira vitória do Verdão no segundo turno da competição. Para assegurar o resultado positivo, o time do técnico Luiz Felipe Scolari contou com a ajuda involuntária do adversário na jogada do gol. Depois de cruzamento da direita, Luan cabeceou e o zagueiro Thiago Mathias desviou contra as próprias redes.

Com o resultado positivo, o Palmeiras chegou aos 38 pontos, no sétimo lugar, enquanto a equipe de Estevam Soares aparece com 27, perto da zona de rebaixamento.

A equipe alviverde volta a campo na noite de domingo, quando enfrentará o Atlético-GO, no Serra Dourada. No mesmo horário, o Ceará encara o Coritiba, no Presidente Vargas.

O jogo – O Palmeiras começou a partida segurando mais a bola na frente. Sem contar com um armador de ofício, já que Tinga se posicionou mais à direita, o Verdão apostou na velocidade e nos chutes de longe. Na primeira finalização, Kleber não levou perigo ao goleiro Fernando Henrique, que segurou sem problemas.

Desde o início, o jogo teve jogadas mais ríspidas e, em uma delas, Marcos Assunção levou cartão amarelo, logo aos sete minutos. Concentrado nos avanços de Luan pela esquerda, o Verdão chegava mais à área. E foi o camisa 11 que cruzou para Fernandão, que cabeceou para fora.

Pouco depois, Gabriel Silva arrematou e pediu toque de mão de Thiago Mathias na área, mas o árbitro considerou a jogada normal. Como a bola não chegava em boas condições na área, Fernandão saiu para a intermediária e concluiu muito perto da meta de Fernando Henrique.

Nervoso com a arbitragem, o Palmeiras pediu pênalti mais uma vez, no drible de Fernandão. Porém, Wagner do Nascimento Magalhães não observou irregularidade no lance.

Instantes depois, em nova jogada pela esquerda, Luan finalizou rasteiro, mas o goleiro defendeu. Como o Ceará pouco avançou, o Palmeiras continuou pressionando, mesmo sem criar chances de perigo. Fernandão voltou a chutar forte e viu o arqueiro trabalhar bem mais uma vez.

No lance seguinte, Luan aproveitou rebote na área e arrematou com força, para nova interferência com êxito de Fernando Henrique. Porém, aos 43 minutos, o goleiro não conseguiu impedir. Luan recebeu cruzamento da direita e cabeceou, mas a bola desviou em Thiago Mathias e foi para o gol.

No intervalo, Estevam Soares tirou Michel para a entrada de Eusébio. Mesmo assim, o Verdão criou perigo logo aos dois minutos. Fernandão quase empurra para as redes em disputa pelo alto. No rebote, Kleber manda de bicicleta no travessão.

Com a necessidade de se lançar ao ataque, Estevam tirou Boiadeiro e Roger para colocar o meia Thiago Humberto e o atacante Marcelo Nicácio. E o time visitante realmente se lançou ao ataque, mas com dificuldades para ameaçar efetivamente Deola.

Desta forma, Felipão tratou de fechar mais o meio-campo do Palmeiras, com a entrada de João Vitor no lugar de Tinga. Logo depois da alteração, Luan arriscou de fora da área e Fernando Henrique espalmou.

Na resposta, Thiago Humberto teve chance em falta da intermediária, mas errou o alvo. Nos minutos finais, Felipão substituiu Fernandão por Maikon Leite, que, em sua primeira jogada, recebeu lançamento de Kleber, driblou o goleiro e chutou, mas Eusébio salvou o Ceará em cima da linha. No último lance do jogo, o Ceará aina pediu pênalti, mas o árbitro mandou seguir e acabou o jogo.

(com Agência Gazeta Press)