Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Palmeiras negocia para ter Ronaldinho em seu centenário

Clube, que festeja seu aniversário na terça, pode contratar o craque de 34 anos

Por Da Redação 25 ago 2014, 17h52

“Não sei qual é a sua vontade hoje, mas Ronaldinho é o melhor que eu vi jogar no futebol mundial”, disse o treinador Ricardo Gareca

Pela terceira vez em menos de quatro anos, o Palmeiras tenta contar com o futebol de Ronaldinho Gaúcho, de 34 anos. Sem clube depois de rescindir seu contrato com o Atlético-MG, o jogador negocia os valores com a diretoria do clube paulista, que comenta o assunto porque espera convencer o jogador a aceitar cláusulas de produtividade no acerto com o astro. Ronaldinho receberia valores adicionais de acordo com as partidas disputadas, as vitórias obtidas pelo time e as metas alcançadas. Depois do insucesso do diretor executivo José Carlos Brunoro em armar uma estratégia de marketing para contratar o meia no início desta temporada, agora as negociações estão nas mãos do presidente Paulo Nobre e do vice-presidente Mauricio Galiotte, que conversam com Assis, irmão e empresário de Ronaldinho.

Leia também:

Papa Francisco escala Ronaldinho para jogar na Itália

Ronaldinho descarta aposentadoria e não diz onde vai jogar

Ronaldinho Gaúcho rescinde contrato com o Atlético-MG

A principal dificuldade encontrada pelo Palmeiras é o acerto financeiro com o jogador, que teria pedido parte das rendas dos jogos e até dos patrocínios que traria ao clube. Também não há definição sobre a duração do contrato, que pode se estender até dezembro deste ano ou até o fim de 2015. Os dirigentes, por enquanto, falam em pagar cerca de 200.000 reais como salário fixo mais um bônus por produtividade, que inclui, basicamente, a participação nos jogos, como ocorreu com todas as contratações para este ano. Nobre, porém, poderá aumentar a oferta ao atleta, que chegou a descartar há algumas semanas. Assis tenta convencer o presidente do Palmeiras a pagar um salário fixo de pelo menos 300.000 reais a Ronaldinho.

O clube ficou perto da contratação quando o jogador estava saindo do Milan, em 2011, mas o então presidente Luiz Gonzaga Belluzzo desistiu de negociar quando soube que Assis também negociava com Grêmio e Flamengo. O astro foi parar no Rio de Janeiro. Quando Ronaldinho saiu do Flamengo, em 2012, Arnaldo Tirone fez apenas uma sondagem sobre o atleta, mas não iniciou a negociação. Já neste ano, Brunoro quis o jogador mas não conseguiu viabilizar o acordo. Agora, o astro pode ser o último reforço para o centenário, que o clube comemora na terça-feira. O técnico Ricardo Gareca já se disse favorável à contratação. “Tenho dele o maior conceito, é extraordinário. Não sei qual é a sua vontade hoje, mas ele é o melhor que eu vi jogar no futebol mundial”, disse o treinador argentino há dez dias.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade