Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Palmeiras lança manual para padronizar seu símbolo

Por Da Redação 30 abr 2012, 13h36

O Palmeiras quer evitar que seu símbolo seja desenhado de formas diferentes da original e, por isso, lançou um manual de identidade visual, determinando os padrões de exibição de seu escudo.

Com isso, o clube tenta corrigir distorções que aconteceram no decorrer dos anos, já que o atual símbolo palmeirense é usado de forma institucional desde 1942, mas só passou a ser exibido na camisa alviverde em 1959.

‘Através de modernas técnicas e equipamentos, o escudo do Palmeiras foi revitalizado com o intuito de padronizá-lo e de revigorar referências históricas que se perderam ao longo do tempo devido à utilização indevida e a reproduções inadequadas’, explica o clube, por meio de nota.

Pelo manual, elaborado em parceria com a Ponto Zoom Comunicação e Design, o Verdão estabelece que dentro do brasão são dispostas 26 linhas paralelas, em homenagem ao seu dia de fundação, que é 26 de agosto de 1914. A justificativa do Palmeiras é de que os ajustes deixam o escudo mais harmonioso.

Além disso, por meio do comunicado, a agremiação ainda proíbe a utilização de seu símbolo sobre um fundo preto, já que é a cor predominante do arquirrival Corinthians.

Continua após a publicidade
Publicidade