Clique e assine a partir de 9,90/mês

Palmeiras faz seu jogo do século contra Coxa para voltar à glória

Por Da Redação - Atualizado em 19 jul 2016, 14h20 - Publicado em 10 jul 2012, 20h03

O Palmeiras está diante da possibilidade de acabar com um jejum de 12 anos em competições nacionais. Nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), a equipe do técnico Luiz Felipe Scolari faz seu jogo mais importante neste século, pois depende de apenas 90 minutos para voltar a ser campeão. O oponente é o Coritiba, que, por sua vez, planeja evitar o segundo vice-campeonato consecutivo da Copa do Brasil, no Couto Pereira.

O último troféu nacional do clube paulista na elite aconteceu no ano de encerramento do século passado, em 2000, quando levou a melhor na Copa dos Campeões. De lá para cá, a torcida amargou uma série de decepções, incluindo o rebaixamento, e nunca esteve tão perto do título brasileiro.

‘A necessidade de um troféu nacional para o Palmeiras é grande, porque o clube não chega a uma final há um tempo. Um jogador é lembrado por títulos e, sem dúvida nenhuma, este grupo vai sair marcado. Nós vemos as fotos no vestiário, do César Maluco, do título de 2008, e imaginamos no futuro uma foto nossa ali’, afirmou o meia Daniel Carvalho.

No primeiro duelo entre os times, na Arena Barueri, o Palmeiras venceu por 2 a 0, em um jogo bastante contestado pelos paranaenses, que reclamaram da arbitragem. Com o resultado, o time de Felipão pode perder por um gol de desvantagem em Curitiba. Se balançar as redes no Couto Pereira, o clube paulista passa a ter o benefício de só deixar escapar o título em caso de diferença de três gols.

Continua após a publicidade

‘A vantagem vai depender de nós dentro de campo. Temos de jogar como temos jogado, marcando forte e em cima. Mas, quando surgir a oportunidade, vamos concluir. Pelo fato de a equipe do Coxa jogar em casa e ter jogadores de qualidade, temos de entrar em campo muito mais concentrados, pensando em não tomar gol e em jogar bola’, afirmou o zagueiro Henrique.

O jogador, que iniciou a carreira justamente no Coxa, é uma das novidades do Palmeiras para este duelo. Depois de ter cumprido suspensão automática na Arena Barueri, Henrique volta ao time, escalado mais uma vez improvisado como volante, já que vem se destacando na função nesta reta decisiva. Com isso, Márcio Araújo perde o lugar no time.

Outra alteração é a entrada de Daniel Carvalho, pois o meia Valdivia foi expulso no primeiro jogo. Felipão ainda tem o desfalque de Barcos, em processo de recuperação de uma crise de apendicite. Por outro lado, a surpresa pode ser o atacante Luan, que melhorou da lesão na coxa direita.

Porém, o mais provável é que o sistema ofensivo seja formado mesmo por Mazinho e Betinho, repetindo a dupla escalada na Arena Barueri. Do outro lado, a certeza dos jogadores da equipe coxa-branca é de que o Couto Pereira estará lotado e fervendo em um verdadeiro inferno verde, como promete o torcedor.

Continua após a publicidade

Desta vez, o técnico Marcelo Oliveira não poderá contar com o experiente zagueiro Emerson, que cumprirá suspensão automática. Por isso, Demerson reaparece entre os titulares para fazer dupla com Pereira. No meio-campo, o treinador volta a ter a opção de Sérgio Manoel, que ficou fora do primeiro confronto em Barueri. O volante, aliás, conta com o apoio das arquibancadas como aliado para reverter o placar.

‘É gostoso saber que o torcedor vai lotar o estádio na quarta-feira. Nós contamos com este apoio e vamos lutar para conseguir um bom resultado e reverter a situação aqui no Couto’, afirmou o jogador, evocando a ‘mística’ do Alto da Glória. ‘Nós sabemos que jogando aqui no Couto Pereira tem uma mística que não sabemos explicar. Basta ver nosso rendimento em campo aqui em casa. E agora acredito que não vai ser diferente’, projeto

Para não ver o projeto de chegar à Libertadores – competição que não disputa desde 2004 – naufragar como em 2011, ao perder o título na final diante do Vasco da Gama e depois na última rodada do Campeonato Brasileiro, o treinador coxa-branca sabe que chegou a hora de o ataque funcionar. Porém, continua sem peças para montar o setor.

Roberto, titular em grande parte da campanha, depende ainda do departamento médico para saber se poderá ir a campo. Éverton Costa deverá ser o único homem de ofício no setor. Outra dúvida é Ayrton, recuperando-se de lesão. Se continuar de fora, Jonas será o escolhido para disputar a decisão.

Continua após a publicidade

FICHA TÉCNICA

CORITIBA X PALMEIRAS

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Data: 11 de junho de 2012, quarta-feira

Continua após a publicidade

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Sandro Ricci

Assistentes: Carlos Berkenbrock e Alessandro Matos.

CORITIBA: Vanderlei; Jonas, Pereira, Demerson e Lucas Mendes; Willian, Sergio Manoel, Gil (Roberto), Everton Ribeiro e Rafinha; Everton Costa.

Continua após a publicidade

Técnico: Marcelo Oliveira

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Juninho; Henrique, Marcos Assunção, João Vitor e Daniel Carvalho; Mazinho e Betinho

Técnico: Luiz Felipe Scolari

Publicidade