Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Palmeiras conversa com investidores para acertar com Wesley

Sem ter esperança de conseguir por meio da torcida as doações necessárias para contratar Wesley, o Palmeiras partiu em busca de novos parceiros para viabilizar a negociação. O clube, inclusive, teve uma reunião neste sábado com investidores interessados em ajudar na transferência.

‘Conversamos com um parceiro, mas não é necessariamente só para o Wesley. Pode ajudar, mas também pode trazer investimento em vários sentidos’, afirmou o vice-presidente de futebol palmeirense, Roberto Frizzo.

Inicialmente, a ideia do Verdão já era contratar Wesley com a ajuda de algum parceiro, mas o clube não conseguiu fechar um acordo com empresários. Como já havia um consenso de valores com o Werder Bremen, a diretoria palmeirense lançou a campanha para arrecadar doações de torcedores, mas o projeto não fez sucesso.

Apesar de adotar um discurso cauteloso, o gerente de futebol, César Sampaio, reconhece a busca por investidores. ‘Estamos nos reunindo direto, com muitos possíveis parceiros, mas não tem algo concreto até hoje’.

Para oficializar a contratação, o Palmeiras precisa de R$ 21.377.300, incluindo os impostos. Detentor dos direitos do ex-santista, o clube alemão aceita parcelar o valor e, por isso, o Verdão corre para tentar pelo menos quitar a primeira parte do pagamento.

Na campanha de doações, o time recebeu até agora R$ 600 mil, mas o contrato só prevê a liberação do dinheiro caso chegue à meta total. César Sampaio, porém, espera poder utilizar a verba mesmo sem ter atingido os 100%, pois completaria com dinheiro de parceiros.

‘O contrato está condicionado à arrecadação total. Eu acharia legal usar o valor mesmo sendo menor. Eu contribuí também, mas isso teria de ser conversado em uma reunião’, completou.