Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Palmeiras contorna polêmicas fora de campo para atrair reforços

As polêmicas que envolveram os bastidores do Palmeiras no ano passado tiveram interferência na busca do clube por reforços no início desta temporada. Porém, diante de um clima mais tranquilo com a torcida em 2012, o gerente de futebol alviverde, César Sampaio, confia no poder da equipe para atrair novos jogadores.

‘O Palmeiras tem uma marca forte. Antes, tinha aquele negócio de tempo sem ganhar título e também a questão de torcedor, pelo que aconteceu com o João Vitor. Mas isso foi contornado’, avaliou.

Em 2011, João Vitor se envolveu em uma briga com torcedores em frente ao estádio Palestra Itália. Além disso, os bastidores do clube estavam tumultuados por questões políticas e também pelos desentendimentos do ex-palmeirense Kleber com o técnico Luiz Felipe Scolari.Por tudo o que envolvia o clube, César Sampaio confirma que um jogador se recusou a negociar com o clube em janeiro por temer a turbulência, mas não revelou o nome do atleta.

Já neste momento, diante da nova busca por contratações, o gerente não encontrou mais resistência de possíveis reforços e, apesar de o jejum por títulos persistir desde o Paulistão de 2008, cita seu próprio caso como exemplo.

‘Quando saí do Santos e vim para cá, eu estava animado para tirar o Palmeiras da fila, queria marcar época e ficar na história do clube’, recorda o ex-volante, que chegou como jogador ao Verdão em 1991, quando a equipe passava pelo maior jejum de sua história.

César Sampaio vem fazendo contatos com jogadores badalados, que estão em uma lista de interesses entregue por Felipão. Além de ver os possíveis reforços atraídos pelo clube, o dirigente também observa disposição de eventuais parceiros.

‘Há interesse dos jogadores em jogar no Palmeiras. Pela força da marca, há parceiros que podem nos ajudar, como aconteceu no caso do Wesley’, completou.

O atacante Thiago Ribeiro, do Cagliari (da Itália), aparece entre os jogadores cobiçados pelo clube da capital paulista, assim como Eder Luis e Fellipe Bastos, que estão emprestados pelo Benfica ao Vasco. Os três estão vinculados a seus atuais clubes apenas até o meio do ano. Mais um na lista é o ex-alviverde Obina, que defende o Shandong Luneng, da China.