Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Palmeiras bate Figueirense e vence 1.ª no Brasileirão

Por Da Redação - 1 jul 2012, 20h30

Por Gabriel Melloni

Barueri – Mesmo com a cabeça na decisão da Copa do Brasil, o Palmeiras conseguiu derrotar o Figueirense por 3 a 1, neste domingo, na Arena Barueri, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar do jogo morno, o resultado foi importante para o time da casa, que chegou ao seu primeiro triunfo na competição.

O Palmeiras alcançou os cinco pontos, mas continua na zona de rebaixamento, na 17.ª colocação. Na próxima rodada, a equipe enfrenta a Ponte Preta, no domingo que vem, em Campinas. Já o Figueirense estacionou nos sete pontos e está na 16.ª posição, uma acima da zona de descenso. Agora o time catarinense receberá o Vasco, também no próximo domingo, no Orlando Scarpelli.

Os anfitriões entraram em campo com um time praticamente reserva, apenas com Barcos entre os titulares, por causa da final da Copa do Brasil. A equipe recebe o Coritiba nesta quinta-feira, na Arena Barueri, pela primeira partida da decisão do torneio nacional.

Publicidade

O JOGO – O Figueirense começou melhor a partida, no campo do adversário, mas o primeiro bom momento foi do Palmeiras. Aos 11 minutos, Maikon Leite cobrou escanteio da esquerda e Thiago Heleno cabeceou para o gol, mas o árbitro Francisco Carlos do Nascimento já havia apitado uma falta no meio da área.

No lance seguinte foi a vez do time catarinense quase abrir o placar, com Fernandes. O meia recebeu lindo lançamento de Júlio César, mas acabou dando uma canelada na bola, que sequer foi na direção do gol. No minuto seguinte foi a vez do próprio Júlio César pegar mal na bola e perder boa chance.

Aos 19 minutos o técnico Luiz Felipe Scolari ganhou um problema. O zagueiro Maurício Ramos sentiu uma lesão na coxa e precisou ser substituído por Román. O Palmeiras já não poderá contar com outro zagueiro, Henrique, suspenso, diante do Coritiba, e desta forma o treinador pode perder outra opção para o setor defensivo.

Mesmo com o desfalque, o Palmeiras foi para cima e quase marcou com Maikon Leite, que tabelou com Barcos e chutou por cima. Na sequência o Figueirense respondeu, com Caio, que cabeceou com perigo. Melhor na partida, o time catarinense abriu o placar aos 31 minutos, em um golaço. Guilherme Santos fez bela jogada pela esquerda e cruzou para a área. Júlio César pegou de primeira, de voleio, cruzado, sem chance para Deola.

Publicidade

Com o gol, o Palmeiras se lançou ao ataque e conseguiu chegar ao empate aos 38 minutos, com o zagueiro Román. Depois de escanteio batido da esquerda, o paraguaio desviou, a bola ainda bateu em um jogador adversário e entrou. Foi o primeiro gol dele, que vem tendo poucas oportunidades, pelo time paulista.

Empolgado com o empate, os anfitriões voltaram melhor para o segundo tempo e tiveram uma boa chance logo aos seis minutos. Barcos recebeu dentro da área, tirou o zagueiro e bateu. Wilson fez boa defesa. Um minuto depois o cenário se repetiu: o argentino chutou bem, desta vez da meia-lua, e o goleiro catarinense espalmou.

O Figueirense conseguiu equilibrar a partida e o ritmo esfriou. A melhor oportunidade do Palmeiras nos momentos seguintes surgiu apenas aos 17 minutos, em cobrança de falta de Daniel Carvalho. Para mudar o panorama, Felipão decidiu colocar o meia Valdivia, justamente no lugar de Daniel Carvalho.

A mudança não surtiu grande efeito e quem teve a melhor chance foi o Figueirense. Em contra-ataque rápido, Roni avançou pela esquerda, driblou João Vitor e tocou para Aloísio. O atacante ajeitou, tinha a opção de tocar para Júlio César, mas optou pela finalização, que passou perto do gol.

Publicidade

A partida seguia sem graça e se encaminhava para terminar empatada quando Barcos colocou o Palmeiras em vantagem. Aos 38 minutos, o argentino aproveitou cobrança de escanteio da direita e, após falha de Guilherme Santos, tocou entre as pernas de Wilson. Em um rápido contra-ataque, Maikon Leite entrou na área sozinho e definiu o placar.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 3 X 1 FIGUEIRENSE

PALMEIRAS – Deola; Cicinho, Thiago Heleno, Maurício Ramos (Román) e Fernandinho; Márcio Araújo, João Vitor, Felipe (Mazinho) e Daniel Carvalho (Valdivia); Maikon Leite e Barcos. Técnico – Luiz Felipe Scolari.

Publicidade

FIGUEIRENSE – Wilson; Coutinho, Canuto, Anderson Conceição e Guilherme Santos; Doriva, Túlio, Botti (Pittoni) e Fernandes (Roni); Caio (Aloísio) e Júlio César. Técnico – Argel Fucks.

GOLS – Júlio César, aos 31, Román, aos 38 minutos do primeiro tempo. Barcos, aos 38, e Maikon Leite, aos 41 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Francisco Carlos do Nascimento (AL).

CARTÕES AMARELOS – Caio, Doriva, Túlio, Aloísio.

Publicidade

PÚBLICO – 2.580 pagantes.

RENDA – R$ 72.893,50.

LOCAL – Arena Barueri, em Barueri (SP).

Publicidade