Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Palmeiras bate Figueirense e acaba com jejum fora de casa

Com gol de Maurício Ramos, equipe vence em Florianópolis e retoma 4º lugar

Por Da Redação 28 jul 2011, 02h07

O Palmeiras lutou até o fim para acabar com o jejum como visitante neste Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira, o Verdão venceu o Figueirense por 1 a 0, no estádio Orlando Scarpelli, e aliviou a pressão pela má campanha fora de casa.

Apesar de ter sofrido vários sustos na partida, o time do técnico Luiz Felipe Scolari segurou a pressão dos catarinenses e garantiu o triunfo com gol do zagueiro Maurício Ramos, aos 38 minutos do segundo tempo.

Com o placar, o Palmeiras chegou aos 22 pontos no Brasileirão, subindo para o quarto lugar na competição. Já o Figueira, que deu adeus à invencibilidade em casa no Nacional, segue com 16, na parte intermediária da tabela.

Na próxima rodada, o Verdão joga na noite de sábado, contra o Atlético-MG, no Canindé. Já o Figueirense tem compromisso no domingo, diante do Bahia, no estádio Pituaçu.

O jogo – Pressionado para acabar com a má campanha fora de casa, o Palmeiras criou lance de perigo logo no primeiro minuto, quando, depois de bobeira da zaga local, Kleber invadiu a área e chutou cruzado, mas o goleiro Wilson conseguiu desviar para fora. Em seguida, a partida ficou truncada no meio-campo, com jogadas ríspidas dos dois lados e o árbitro Alicio Pena Junior deixando o duelo seguir.

O Verdão ainda tentou novamente no momento em que Maikon Leite ajeitou para Kleber chegar batendo, mas a bola desviou na defesa. Aos poucos, os dois times diminuíram as faltas e passaram a jogar mais futebol. Com isso, o jogo ganhou emoção. Aos 24, Marcos Assunção cobrou falta para a área e Thiago Heleno cabeceou na trave. No rebote, Kleber mandou para as redes, em lance anulado pelo árbitro, que assinalou impedimento duvidoso do atacante.

Na jogada seguinte, Wellington Paulista avançou até a entrada da área e soltou o chute forte, exigindo boa defesa do goleiro. Do outro lado, enfim, o Figueirense emplacou uma jogada de perigo. Fernandes tocou na área para Aloísio, que avançou na área e só foi parado pela defesa de Deola.

Continua após a publicidade

Mesmo com três atacantes (Kleber, Maikon Leite e Wellington Paulista) e um meia de criação (Valdivia), o time paulista encontrava dificuldades para trabalhar a bola diante do forte setor defensivo dos catarinenses. Antes do fim do primeiro tempo, o chileno ainda ajeitou na área para Wellington, que concluiu por cima do travessão.

O Figueirense voltou com alteração depois do intervalo, com Elias na vaga de Heber, e mudou sua postura, partindo para cima dos visitantes. Em um dos avanços, Túlio sofreu falta, que Elias mandou para perto do travessão.

O Palmeiras respondeu instantes depois, no lance em que Maikon Leite dominou na área, deixou João Paulo no chão e carimbou a trave. A partir daí, o Verdão tentou encaixar lançamentos. No primeiro deles, Valdivia recebeu na área e chutou fraco, em seu último lance antes de ser substituído por João Vitor.

Já na bola alçada para Maikon Leite, Wilson saiu do gol para abafar o lance nos pés do atacante. As duas equipes abusaram dos erros de passes e ficaram mais distantes de balançar as redes. Felipão ainda colocou Luan na vaga de Wellington Paulista, enquanto Jorginho substituiu Maicon por Rhayner. Porém, a partida seguiu truncada no meio-campo.

Desta forma, o Palmeiras aproveitou uma jogada de bola parada para marcar o gol. Aos 38 minutos, Marcos Assunção cobrou falta para a área, Wilson espalmou e a bola bateu no peito de Maurício Ramos para entrar.

O Figueira partiu para o ataque e quase empatou em cabeceio de Fernandes, que raspou a trave do goleiro Deola. O Verdão, por sua vez, se segurou com todas as forças para garantir o primeiro triunfo como visitante.

(com Agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês