Clique e assine a partir de 8,90/mês

Palmeiras bate Corinthians nos pênaltis e elimina rival

A vaga na decisão do Campeonato Paulista foi decidida nas penalidades máximas após empate de 2X2 no tempo normal. Fernando Prass, do Palmeiras, pegou duas cobranças

Por Da Redação - 19 abr 2015, 18h37

O Corinthians não perdia em Itaquera havia quase um ano. Na temporada, só fora derrotado em um amistoso. Diante do arquirrival, não tinha um resultado negativo há nove partidas. Tudo isso acabou na tarde de domingo, em Itaquera, onde o Palmeiras venceu por 6 a 5, nos pênaltis, após empate por 2 a 2, e avançou à decisão do Campeonato Paulista.

As invencibilidades podem até ter sido tecnicamente mantidas com o empate ao longo dos 90 minutos, mas o que ficou do clássico foi a alegria verde e a primeira grande dor alvinegra em sua nova morada na zona leste de São Paulo. Toda a pompa – que fez até Tite priorizar a Copa Libertadores, deixando Elias e Renato Augusto no banco – foi quebrada.

Leia também

Chacina em galpão de torcida do Corinthians faz 8 mortos

Botafogo bate Fluminense nos pênaltis e vai à decisão do Carioca

O Palmeiras, mais humilde, aproveitou a habitual falha alvinegra pelo alto, e abriu o placar com Victor Ramos. Danilo, de cabeça, e Mendoza, de fora da área, viraram ainda no primeiro tempo. No segundo, os visitantes correram riscos em busca do empate e o alcançaram, em cabeceio de Rafael Marques.

Assim, como na semifinal que recebeu entre Argentina e Holanda na Copa do Mundo, o estádio de Itaquera abrigou mais uma disputa por pênaltis. O Corinthians saiu na frente com o erro de Robinho e teve nos pés de Elias a bola da classificação. Fernando Prass defendeu e pegou também a cobrança de Petros, decidindo o confronto.

(Com Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade