Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Palmeiras: após ‘chinelômetro’, Valdivia volta a treinar com bola

Chileno, no entanto, ainda não tem prazo para voltar a jogar; ele está de fora desde março

Por Da Redação 30 Maio 2013, 19h56

O meia Valdivia participou do treino do Palmeiras nesta quinta-feira. Sem jogar desde março por causa de uma lesão na coxa esquerda, o chileno voltou a trabalhar com bola ao lado dos companheiros e deu mais um passo em seu longo processo de recuperação, que já irritou os torcedores: na noite de quarta-feira, a Mancha Alviverde, principal torcida organizada do clube, colocou no ar em seu site um “chinelômetro” para marcar o período de ausência do camisa 10,

Leia também:

Seleção volta a treinar desfalcada. E Oscar sai com dores

Ex-jogador do Botafogo é preso no Rio acusado de tráfico

Justiça do Rio suspende amistoso do Brasil no Maracanã

Continua após a publicidade

A torcida contesta Valdivia principalmente por seu alto salário, estimado em R$ 500 mil mensais, e pelo pouco rendimento em sua segunda passagem pelo clube, iniciada em 2010 – segundo o site, ele levou mais cartões amarelos (26) do que marcou gols (10). Pelo cálculo da torcida, cada gol de Valdivia custou R$ 1,1 milhão. O meia não joga desde o dia 14 de março, quando saiu no segundo tempo da vitória por 2 a 1 sobre o Paulista, em jogo pela 10ª rodada do Estadual. Na Libertadores, ele jogou apenas a primeira das oito partidas do Alviverde, que foi eliminado pelo Tijuana nas oitavas de final.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Mesmo com o treino, a comissão técnica ainda não arrisca data para o retorno de Valdivia. A região machucada já está cicatrizada, mas o jogador continua reclamando de dores. No sábado, quando a equipe recebe o América-MG, em Itu, pela terceira rodada da Série B, ele não vai jogar – assim como o atacante Kléber, que tem uma tendinite crônica no joelho direito e, depois de jogar e marcar nos 3 a 0 sobre o ASA, será preservado da próxima partida.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade