Clique e assine a partir de 9,90/mês

Palestra do BOPE motiva time do Palmeiras para a final

Por Da Redação - 9 jul 2012, 12h58

De volta a uma decisão nacional após 12 anos, o Palmeiras tem buscado motivar seus jogadores para a final da Copa do Brasil. Para isso, o clube recorreu a Paulo Storani, ex-capitão do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais do Rio de Janeiro). Ele realizou uma palestra para o grupo antes da vitória por 2 a 0 sobre o Coritiba na última quarta-feira, e repetirá a dose nesta quarta, visando à partida no Couto Pereira.

‘Foi legal, bastante interessante. É uma pessoa que consegue fazer a gente pensar não só no profissional, mas no pessoal. A palestra dele é motivadora para o futebol, mas também é um exemplo de vida’, declarou Daniel Carvalho, que já havia ouvido o palestrante em 2010, quando defendia o Atlético-MG, antes do clássico contra o Cruzeiro – que terminou em 4 a 3 para os alvinegros.

De acordo com o site oficial de Storani – que foi uma das inspirações para o personagem Capitão Nascimento, interpretado por Wagner Moura no filme Tropa de Elite -, a palestra tem como objetivo despertar as pessoas para superarem os desafios do ambiente competitivo de trabalho, e para focarem a ‘Liderança Recíproca’ sob o aspecto dos ‘homens de preto’ do BOPE.

Apesar de aprovar o discurso de Storani, Daniel Carvalho entende que o fato de disputar uma final já é motivação suficiente para qualquer jogador. ‘A partir de o momento que o jogador não tem mais motivação, tem que parar de jogar, pendurar a chuteira, porque significa que acabou o prazer, a emoção. Enquanto estiver sentindo é porque está fazendo as coisas com gosto, com vontade’.

Continua após a publicidade

A motivação de Daniel Carvalho aumenta a medida que ele vive a expectativa de ser titular na final. O técnico Luiz Felipe Scolari não adiantou, mas com a suspensão de Valdivia – expulso na Arena Barueri -, o meia gaúcho deve voltar a ganhar oportunidade no meio-campo do Palmeiras. ‘Na teoria, eu jogo. Na prática, pode ser diferente’, desconversou o jogador.

Coritiba e Palmeiras duelam a partir de 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira, no Couto Pereira. O time paulista está em vantagem por ter marcado dois gols e não ter sofrido nenhum em casa.

Publicidade