Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Paes diz sentir pena e desprezo pelos nadadores americanos

Em entrevista ao lado da governadora de Tóquio, o prefeito disse que os atletas que inventaram o crime têm falha de caráter

Por Cecília Ritto Atualizado em 19 ago 2016, 11h10 - Publicado em 19 ago 2016, 11h09

O prefeito do Rio disse na manhã desta quinta-feira que sente pena dos nadadores americanos pela “falha de caráter” que eles demonstraram ter ao inventar um assalto no domingo. A investigação policial mostrou que os quatros nadadores, entre eles Ryan Lochte, mentiram para acobertar uma noite de bebedeira e arruaça, que terminou em confusão em um posto de gasolina “Todos nós temos que aceitar as desculpas do Comitê Olímpico americano, da mesma forma que eles aceitaram as nossas quando achamos que os atletas tinham sido vítima da violência urbana do Rio. Meu sentimento é de pena e de desprezo por esses nadadores”, disse.

Leia também:
Comitê Olímpico dos EUA pede desculpas ao Brasil por nadadores

Paes acrescentou que agora caberá ao comitê dos Estados Unidos punir os quatro. “Certamente eles não representam os atletas americanos. O Michael Phelps se tornou um ídolo brasileiro. Foi uma honra receber os Estados Unidos no Rio, o campeão dos campeões”, afirmou. As declarações do prefeito foram dadas em um encontro entre ele e a governadora de Tóquio, para organizar a passagem da bandeira na cerimônia de encerramento da Olimpíada.

Publicidade