Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Pacquiao e Marquez prometem fazer ‘acerto de contas’

Por Da Redação 10 nov 2011, 07h00

Por Wilson Baldini Jr.

Las Vegas – O cinema ensina que apenas um enredo bom vale uma trilogia. No boxe não é diferente. O terceiro combate entre o filipino Manny Pacquiao e o mexicano Juan Manuel Marquez, sábado à noite, no MGM Hotel, em Las Vegas, nos Estados Unidos, vale mais do que o cinturão mundial dos meio-médios, versão Organização Mundial de Boxe, que pertence ao primeiro.

“Esta luta deixou de ser apenas uma disputa por um título. Para mim, trata-se de acerto pessoal”, afirmou o campeão Pacquiao, na terça-feira, em sua chegada a Las Vegas. “Será um acerto de contas, pois todos sabem que venci as lutas anteriores”, disse Marquez, referindo-se aos dois equilibrados combates já realizados entre os dois pugilistas.

Em 8 de maio de 2004, houve empate entre eles, quando estava em jogo o cinturão dos penas. Cada lutador teve um voto dos jurados (115 a 110) e um outro viu empate em 113 pontos, após 12 assaltos. Mais quatro anos, em 15 de março de 2008, Pacquiao ganhou por decisão bastante apertada: dois jurados lhe deram a vitória (115 a 112 e 114 a 113), enquanto o outro preferiu Marquez (115 a 112).

“Quero vencer por nocaute para encerrar de vez com qualquer tipo de dúvida”, avisou Pacquiao, de 32 anos, que soma 53 vitórias (38 nocautes), três derrotas e dois empates. “Vou mostrar mais uma vez que ele não sabe lutar diante de meu estilo”, prometeu Marquez, de 38 anos, que também soma 53 vitórias (39 nocautes) – seu cartel ainda apresenta cinco derrotas.

Apesar do público e da imprensa preferirem que Pacquiao enfrentasse o norte-americano Floyd Mayweather Jr., o empresário Bob Arum, de 80 anos e metade deles dedicado ao boxe, acredita que o combate de sábado vai ser um sucesso no sistema pay-per-view. “Esperamos vender mais de um milhão de assinaturas. E os mais de 17 mil ingressos foram negociados há um bom tempo”, revelou.

Para se ter uma ideia do interesse pela luta, o canal HBO anunciou que vai transmitir ao vivo para o público norte-americano, pela primeira vez em mais de 30 anos de boxe, a pesagem dos lutadores, que acontecerá nesta sexta-feira.

O interesse é tão grande porque Pacquiao x Marquez entrará para o seleto grupo de trilogias do boxe, que já reúne disputas lendárias como Muhammad Ali x Joe Frazier, Sugar Ray Leonard x Roberto Duran e Floyd Patterson x Ingemar Johansson.

Continua após a publicidade
Publicidade