Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Oswaldo elogia estrutura do Bota, mas pede a contratação de novos atletas

Por Da Redação 14 fev 2012, 13h39

Apesar de demonstrar plena satisfação com o elenco que tem em mãos no Botafogo, o técnico Oswaldo de Oliveira não escondeu o desejo de contar com novos reforços para a sequência desta temporada. O treinador acredita que o time montado possui uma grande qualidade técnica, mas que a falta de peças de reposição poderá prejudicar o rendimento do clube ao longo do ano.

‘O elenco é muito bom. Já conhecia de longe. Acho um grupo capaz, mas, como qualquer outro, precisa ser enriquecido. Nós estamos muito verdes aqui, porém, já estamos trabalhando para que esse processo aconteça de forma racional e bem colocada. Precisamos acertar nas escolhas que fizermos’, disse o comandante alvinegro.

Sem esconder a felicidade de retornar ao Brasil e dirigir o Botafogo nesta nova etapa de sua carreira, Oswaldo de Oliveira não poupou palavras para elogiar o grupo que assumiu a pouco mais de dois meses. Apesar de ter chegado a General Severiano recentemente e do vasto currículo que possui no futebol nacional, o treinador classificou o Alvinegro como o melhor clube que já dirigiu no País.

‘Fiquei muito feliz de ter vindo para o Botafogo. Era um clube que eu já conhecia, onde já havia trabalhado como preparador físico, e era o único grande do Rio de Janeiro que eu ainda não havia treinado. Quando cheguei aqui, fiquei muito feliz por encontrar um Botafogo completamente modificado. Ainda não trabalhei em um clube brasileiro com a consistência que o Botafogo exibe hoje. Já passei por grandes clubes, com infraestrutura, grandes receitas e possibilidades financeiras, mas em nenhum tão equilibrado. Hoje considero o Botafogo o melhor clube que já trabalhei no Brasil’, declarou.

Além de exaltar o potencial encontrado na equipe, Oswaldo de Oliveira também aproveitou para depositar mais um voto de confiança no polêmico atacante Jóbson, que estará a disposição do técnico a partir de março. O atleta estava cumprindo suspensão por doping e poderá voltar a ser relacionado para ser mais uma opção no setor ofensivo do time carioca.

‘Nossa relação tem sido muito boa. Ele tem realmente se dedicado bastante. Mas há uma necessidade muito grande de que ele não tenha uma recaída e estou muito atento a tudo que ele tem feito. A gente sabe que tem que ter cuidado. Até agora está tudo indo muito bem, mas eu não me desligo. Estou muito atento e preocupado, sim, porque trata-se de um jogador especial’, completou o esperançoso técnico alvinegro.

Continua após a publicidade

Publicidade