Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Oscar se vê como meia moderno e chama Chelsea de “sonho”

Um armador moderno, que prepara as jogadas para os companheiros, mas que também cumpre funções táticas. Foi assim que o meia Oscar se definiu em entrevista coletiva concedida na manhã desta sexta-feira em St. Albans, na Inglaterra, onde a Seleção Brasileira se prepara para a disputa das Olimpíadas.

‘Não digo que eu seja um meia clássico, mas mais moderno. No futebol de hoje tem que ajudar a marcar, não dá para parar um minuto em campo. Aprendi isso no Internacional’, explicou.

Se armar o jogo e ajudar na marcação em uma equipe tradicional como o Colorado já é algo complicado, na Seleção Brasileira o peso de tal função é ainda maior. Mesmo com toda a pressão, Oscar se disse ‘pronto’ para assumir a função de principal amador do Brasil, o que classificou como um ‘prazer’.

‘Sempre vesti a 10 nas categorias de base, mas é diferente vesti-la aqui. São muitos os ’10’ em que me espelho: Pelé, Zico. É um orgulho, mas o mais importante é sair com a medalha de ouro’, explicou.

Por fim, Oscar negou que já tenha assinado contrato com o Chelsea. O jogador, no entanto, não escondeu o desejo de atuar na equipe londrina.

‘Tenho plena confiança no meu trabalho. Se eu for para o Chelsea, será um sonho, porque é um grande time da Europa. Tenho confiança que farei uma grande Olimpíada e vou manter o mesmo nível no Chelsea, se for para lá. Senão, volto para o Inter para fazer meu trabalho’, finalizou.