Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Os luxuosos Infiniti chegam ao país em 2014

Marca do grupo Nissan trará crossover, utilitário esportivo e um novo sedã

Depois de a Lexus, da Toyota, abrir uma concessionária em São Paulo e de a Honda confirmar, em outubro, a chegada da Acura ao país para 2014, é a vez de a Nissan anunciar a estreia da Infiniti no mercado brasileiro, a partir do segundo semestre de 2014. As três marcas, todas divisões de luxo das grandes montadoras japonesas, surgiram na década de 1980 para atender aos exigentes consumidores americanos e só entraram no mercado japonês a partir de meados dos anos 2000.

Leia também:

Leia também: Nos carros, o branco nunca sai de moda, diz pesquisa

De acordo com a Nissan do Brasil, a Infiniti passará a operar no país com dois Centros Infiniti, em São Paulo e no Rio de Janeiro, nos quais serão oferecidos diversos serviços ao cliente. A fabricante não revelou, porém, a quantidade de pontos de venda mas confirmou a oferta de pelo menos três modelos: o crossover FX, o utilitário esportivo JX e um sedã esportivo ainda sem data de lançamento. O FX é vendido nos Estados Unidos em três versões FX37, FX37 AWD, com tração integral, ambos equipados com motor V6 3.7 de 329 cv, e FX50 AWD, que traz um V8 5.0 de 395 cv. Todas as opções do crossover vem com câmbio automático de sete marchas e os preços partem de 44.300 dólares (cerca de 92.100 reais) podendo chegar a 60.650 dólares (cerca de 126.100 reais). O SUV JX é oferecido com tração dianteira ou integral (AWD) e motor V6 3.5 de 268 cv, e câmbio automático CVT. Os preços variam de 40.650 dólares (84.500 reais) e 42.050 dólares (87.500 reais).

Leia também:

Leia também: New Fiesta e Honda City, os melhores em crash tests

Segundo a Nissan, até 2017 outras lojas da Infiniti serão abertas no Paraná e em Santa Catarina. O início das operações da marca no Brasil, em 2014, faz parte de um plano de expansão da empresa e que engloba outros mercados como a África do Sul, Austrália, Chile, Cingapura e República Dominicana. A data coincide com o início da produção de modelos da Infiniti na China, e que apesar de serem tributados pesadamente naquele país – 25% de seu valor – prometem abocanhar uma parte do mercado de luxo dominado por automóveis alemães.

Leia também:

Segurança nos carros: o Brasil ainda está na rabeira

As últimas novidades, lançamentos, test drive e mercado de automóveis

HB20, Etios e EcoSport estão entre os mais econômicos

Nas pistas – Outro alvo dos investimentos da Infiniti é a Fórmula 1. A marca anunciou que vai aumentar sua participação na equipe Red Bull, vencedora da temporada 2012, a partir do ano que vem, que passará a se chamar Infiniti Red Bull Racing. O novo acordo com a RBR tem validade de quatro anos e prevê um crescimento na colaboração técnica entre ambas as partes. Com isso, a montadora e a equipe da F-1 vão trabalhar em novos projetos, entre eles um sistema de recuperação de energia, previsto para 2014.

(Com agência GazetaPress)