Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Os 9 jogos memoráveis do título do Palmeiras

Clássicos e vitórias magras marcaram a campanha do campeão brasileiro de 2016

Por Da redação Atualizado em 27 nov 2016, 19h11 - Publicado em 27 nov 2016, 19h02

Foram necessárias 37 rodadas para o Palmeiras encerrar um jejum de 22 anos sem vencer o Campeonato Brasileiro. Com um time sem grandes estrelas, Cuca substituiu Marcelo Oliveira em março, encaixou a equipe e conseguiu o tão esperado nono título nacional em cima da Chapecoense, neste domingo, diante da torcida no Allianz Parque. Desde o começo da campanha, o Palmeiras mostrou eficiência o bastante para, enfim, soltar o grito de campeão. Até a consagração do título, foram 23 vitórias, 8 empates e 6 derrotas. Relembre os principais jogos do clube paulista no Brasileirão de 2016:

1) Palmeiras 4 X 0 Atlético-PR – 1ª rodada

Roger Guedes, do Palmeiras, comemora gol sobre o Atlético PR, pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro, em São Paulo

Logo na estreia do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras empolgou a torcida dentro de casa com uma sonora goleada sobre o Atlético-PR, após quase um mês da eliminação na semifinal do Paulistão contra o Santos. O Palmeiras, que na primeira rodada tinha praticamente o mesmo elenco campeão, fez um primeiro tempo acirrado com os adversários, anotando um gol com o atacante Róger Guedes. Na segunda etapa, um show: três gols fecharam a conta, sendo dois da revelação palmeirense Gabriel Jesus – artilheiro da equipe no ano.

2) Palmeiras 4 x 3 Grêmio – 5ª rodada

O jogador Roger Guedes do Palmeiras comemora após marcar gol sobre o Grêmio pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro, em São Paulo

Os gaúchos lideravam o Campeonato Brasileiro e o Palmeiras rondava o G4. Jogando no Pacaembu, o time paulista travou um confrontou emocionante com o Grêmio, em um jogo de duas viradas. Os anfitriões abriram com Gabriel Jesus, porém os visitantes conseguiram tornar o placar a seu favor com dois gols. Empurrado pela torcida, o Palmeiras empatou logo depois com Róger Guedes, virou a partida com um gol do zagueiro Vitor Hugo e ampliou com Thiago Santos. Ainda sobrou tempo para o Grêmio fazer o terceiro, mas sem evitar a vitória do Palmeiras, que a partir desse jogo teve sua primeira arrancada no Brasileirão, com cinco partidas seguidas sem perder.

3) Flamengo 1 X 2 Palmeiras – 6ª rodada

Os jogadores Fabrício, do Palmeiras, e Fernandinho, do Flamengo, durante a 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, em Brasília

No estádio Mané Garrincha, em Brasília, o duelo era difícil para o Palmeiras, que havia perdido os dois jogos disputados fora de casa até então. Contra o Flamengo, concorrente direto ao título durante quase todo o campeonato, os palmeirenses tiveram mais uma vez a estrela de Gabriel Jesus. O atacante aproveitou passe de cabeça de Tchê Tchê após bobeira da zaga e chutou livre no canto direito do goleiro Muralha para fazer 1 a 0, com apenas três minutos de jogo. O Flamengo respondeu rapidamente com gol de Alan Patrick, mas um pênalti convertido por Jean deu ao Palmeiras a primeira vitória fora de São Paulo.

4) Palmeiras  2 X 1 São Paulo – 23ª rodada

Mina, do Palmeiras, comemora com dancinha após marcar gol sobre o São Paulo, no Allianz Parque

Dono da melhor campanha do 1º turno e já líder absoluto, com três pontos à frente do Flamengo, o Palmeiras fez uma partida suada no Allianz Parque, no clássico contra o São Paulo, conhecido como “choque-rei”. Com um primeiro tempo predominantemente palmeirense, os adversários surpreenderam no começo da etapa final com um gol do atacante argentino Chávez. A resposta do Palmeiras viria com um lance irregular: o zagueiro Mina cabeceou às redes de Dênis em posição de impedimento e em outra jogada pelo alto Vitor Hugo sacramentou a vitória no clássico.

Continua após a publicidade

5) Corinthians 0 X 2 Palmeiras – 26ª rodada

Partida entre Corinthians e Palmeiras, válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada no Itaquerão, zona leste de São Paulo (SP) - 17/09/2016

No dérbi paulista, o Palmeiras repetiu o primeiro turno e, desta vez, no Itaquerão, venceu o rival Corinthians com gols do meia Moisés e do zagueiro Mina. A boa atuação palmeirense afundou ainda mais o Corinthians, que após a partida demitiu o técnico Cristóvão Bórges.  O jogo ainda foi marcado por um confronto entre torcedores corintianos e a Polícia Militar nas arquibancadas do Itaquerão.

6) Santa Cruz 2 x 3 Palmeiras – 28ª rodada

Leandro Pereira comemora com o treinador Cuca, após marcar o segundo gol do Palmeiras sobre o Santa Cruz, em Recife

Considerando apenas a tabela, o jogo contra o vice-lanterna parecia fácil para o líder Palmeiras. Mas os torcedores presentes no estádio do Arruda, em Recife, viram uma partida disputada, sobretudo no segundo tempo quando saíram quatro do total de cinco gols. No primeiro tempo, o veterano Zé Roberto, de 42 anos, fez um golaço ao encobrir o goleiro Edson. No segundo, o jogo esquentou: o Santa Cruz pressionou e conseguiu empatar. Leandro Pereira colocou o Palmeiras em vantagem novamente, mas Grafite cobrou com sucesso um pênalti, deixando o placar igual. Faltando 10 minutos, Róger Guedes fez 3 a 2 ao escorar com o pé direito uma bola cruzada por Jean.

7) Figueirense 1 x 2 Palmeiras – 31ª rodada

O arbitro Igor Junio Benevenuto é cercado pelos jogadores do Figueirense, durante partida contra o Palmeiras, válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC) - 16/10/2016

Jogo crucial para mais uma larga abertura de vantagem diante do então segundo colocado Flamengo, porém, marcado por lances controversos. A atuação do juiz Igor Benevenuto acabou ofuscando a partida. Os jogadores do Figueirense saíram de campo reclamando com afinco sobre os gols do Palmeiras e um pênalti não marcado a seu favor. O clube catarinense chegou a ir ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para anular a partida, o que se concretizasse tiraria a vantagem de quatro pontos do Palmeiras sobre o Flamengo. O caso ficou ainda mais em evidência, pois na rodada anterior o Fluminense também foi ao STJD contra o Flamengo por uma interferência externa que invalidou um gol do Fluminense.

8) Palmeiras 1 x 0 Internacional – 34ª rodada

Cleiton Xavier, do Palmeiras, comemora após marcar gol sobre o Internacional, em São Paulo

Partida tecnicamente fraca, mas cheia de emoção. O Palmeiras, já com o status de campeão, precisava da vitória em casa para continuar à frente de Flamengo e Santos na tabela. O Inter, por sua vez, afundado em uma crise, lutava para fugir do rebaixamento. O gol surgiu de um jogador importante para o elenco, mas que não teve sequência de jogos no campeonato. Cleiton Xavier aproveitou rebote vindo de escanteio e, sozinho, empurrou para as redes. O Palmeiras conseguiu segurar o resultado dentro de casa, comemorado como um título pela torcida e por todos os jogadores.

9) Atlético-MG 1 x  1 Palmeiras – 35ª rodada

Gabriel Jesus se emocionou ao marcar diante do Atlético-MG, em BH

Fora de casa, em Belo Horizonte, no Horto, o clima era de total ansiedade para chegar cada vez mais perto ao eneacampeonato brasileiro. Se vencesse, bastava vencer o próximo jogo dentro de casa, sem depender de terceiros, para soltar o grito de campeão. Mas o Atlético-MG não deixou. O Palmeiras, que abriu o placar com Gabriel Jesus – agora sensação da seleção brasileira – teve bastante chances de vencer no segundo tempo, mas finalizou mal e quando a bola tinha endereço o goleiro Victor aparecia. O zagueiro Vitor Hugo chegou a ter uma chance única no final da partida: em cobrança de falta no meio da área, o jogador subiu sozinho mas cabeceou para fora. Apesar dos gols desperdiçados, o empate no Independência foi comemorado.

Continua após a publicidade
Publicidade